Recorde: Bezerros saem com média de R$ 2.739, confira!

Recorde: Bezerros saem com média de R$ 2.739, confira!

PARTILHAR
Foto Divulgação

A venda da reposição está aquecida e tem movimentado as praças de leilão pelo país. O recorde de bezerros angus saiu com média de R$ 2.739, confira!

A sede da Fazenda das Marrecas, propriedade do pecuarista Amaury Maciel e família, localizada no município de Água Doce, região oeste de Santa Catarina, foi o palco na tarde de 8 de fevereiro da quarta edição do “Dia do Parceiro Grupo AEME”.

Direcionado para convidados e parceiros, o leilão catarinense colocou em pista sua produção anual de bovinos de corte Angus e exemplares de cruzamento industrial com o Hereford da marca Gado Bom. O grupo atua desde 1994 no melhoramento genético da raça taurina, visando o fornecimento de animais jovens para serem utilizados em sistemas intensivos de produção.

Com 85% de recompra, a movimentação financeira total chegou aos R$ 2,1 milhões graças à comercialização de 763 cabeças – média geral de R$ 2.796. Os lotes foram ofertados para entrega de forma imediata ou programados para serem entregues entre os meses de março e junho, com garantia de peso igual ou superior a 250 kg.

Durante o pregão, foram arrematados 445 terneiros Angus com 6 meses de idade e desmamados (peso médio de 262,55 kg) à média de R$ 2.695. Também foram vendidas 60 bezerras por R$ 2.787, em média, além de 28 novilhas prenhes ou paridas ao preço médio de R$ 5.300.

As negociações do remate com gado comercial envolveram ainda 150 bezerros F1 Angus x Hereford (265,89 kg, em média), pelo valor médio de R$ 2.739. Já as 80 terneiras cruzadas saíram por R$ 2.605, em média.

O leiloeiro Candido Scholl esteve no comando do martelo durante as captações dos lances. A organização do evento ficou a cargo da Pampa Remates, com transmissão pelo Facebook do Grupo AEME.

Agrobrazil

No aplicativo da Agrobrazil, os negócios são anunciados a todo momento, informações em tempo real do mercado do boi trazem boas expectativas para os pecuaristas. Segundo informações, já temos negócios no mercado da reposição de bezerros Nelore e Aberdeen, no valor de R$ 250,00/@ para a cidade de Caseara/TO.

A média dos negócios pelo Brasil, entretanto, segundo informações das consultorias e negócios informados pelo Agrobrazil, o valor da arroba está entre R$ 210 e R$ 230/@. O mercado da cria está em acensão e deve continuar por um bom período, sendo todo esse cenário reflexo do maior volume de matrizes abatidas nos últimos anos e aumento da demanda por parte dos invernistas.

As praças de Tocantins tiveram a maior alta

A escassez de oferta de animais para reposição resultou em alta de 45,8% nos preços de animais de reposição no acumulado dos últimos doze meses, considerando a média de todas as categorias pesquisadas pela Scot Consultoria no estado. 

A maior demanda tem sido pelo garrote. O animal anelorado de 9,5@ teve valorização de 48,9% no período, e atualmente está cotado em R$2,3 mil. Seguido do bezerro de ano (6@), com alta de 48,7% na mesma comparação. 

Nesse período a arroba do boi gordo teve alta de 26,6% e, com isso, piorando o poder de compra do recriador/invernista em 13,2%, considerando a média de tocas as categorias. 

Em fevereiro/19, com a venda de um boi gordo de 18@ comprava-se 1,59 garrote, atualmente compra-se 1,35. Piora de 15,0% no poder de compra.

Compre Rural com informações do Jornal de Leilões

Todo o conteúdo áudio visual do CompreRural está protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral, sua reprodução é permitida desde que citado a fonte e com aviso prévio através do e-mail jornalismo@comprerural.com