Soja e milho à mercê da demanda, aponta Agrifatto

PARTILHAR
milho sendo carregado em caminhao
Foto: Divulgação

O aumento da produção nos EUA, segundo os novos relatórios divulgados pela USDA, melhora da oferta e dos estoques globais derruba preços em Chicago.

Os preços do mercado físico do milho continuam andando de lado, apesar da maior disponibilidade e oferta do grão a saca em Campinas/SP estaciona nos R$ 91,00/sc. Na B3 os futuros passaram por ajustes negativos, com o vencimento novembro/21 recuando 0,16% e encerrando o dia em R$ 88,69/sc.

Em Chicago o mercado continua sentindo os efeitos do relatório de oferta e demanda do USDA, que elevou a safra global e norte-americana, indicando recuperação dos estoques de milho frente à demanda fraca. O vencimento dezembro/21 fechou a quarta-feira cotado a US$ 5,12/bu, recuando 1,96%.

Boi gordo

Com a China ainda fora das compras, o mercado físico do boi gordo continua na mesma toada, ou seja, cenário de morosidade. Os negócios realizados nesta quarta-feira, se concretizaram em sua grande maioria na faixa de R$ 270,00/@. Na B3, o contrato futuro de boi gordo com vencimento para out/21, continuou em desvalorização e fechou o dia cotado em R$ 272,05/@, desvalorizando -2,11 % no comparativo diário.

No mercado atacadista de carne bovina em São Paulo, a reposição dos produtos no varejo permanece limitada devido a calmaria do cenário atual. As referências das cotações dos principais produtos bovinos comercializados seguem nos mesmos patamares de sexta-feira passada. Com isso, a carcaça casada fechou cotada em R$ 18,00/kg.

Soja

Os preços praticados no mercado físico brasileiro da soja registram desvalorização devido ao recuo do dólar e de Chicago. A oleaginosa é comercializada na casa dos R$ 170,00/sc, segundo o referencial de Paranaguá/PR.

O relatório de oferta e demanda publicado ontem pelo USDA continua a pressionar os preços dos futuros da soja com a elevação da oferta e dos estoques globais da oleaginosa. O vencimento novembro/21 fechou o dia em US$ 11,95/bu, queda de 0,25% no comparativo diário.

Fonte: Agrifatto

Todo o conteúdo áudio visual do CompreRural está protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral, sua reprodução é permitida desde que citado a fonte e com aviso prévio através do e-mail jornalismo@comprerural.com

PARTILHAR
Portal de conteúdo rural, nosso papel sempre será transmitir informação de credibilidade ao produtor rural.