Suspeito de caçar javalis é preso pela polícia, veja o motivo

Suspeito de caçar javalis é preso pela polícia, veja o motivo

PARTILHAR
Foto Divulgação.

Um homem suspeito de caçar javalis em Apucarana foi preso no começo da noite de quarta-feira (5). Três armas foram apreendidas. Confira!

A Polícia Militar Ambiental recebeu denúncias de caça de animais silvestres na região da mata do Macerati, na Estrada dos Bertasso. Uma equipe realizou buscas e encontrou o suspeito. 

Conforme a PM Ambiental, na casa do homem foram encontradas três armas, duas espingardas calibres 12 e 36 e uma carabina, calibre 22. Seis munições também foram localizadas. Ele não tinha as devidas documentações das aramas. 

São situações como essas que atrasam a vida de quem realmente faz as coisas de forma legalizada. Esse tipo de atitude abre brechas contra os caçadores legalizados e que ajudam, e muito, no controle dessa praga. Cabe também ao Governo, agilizar o processo de liberação do porte e posse de arma, já que hoje se gasta “uma vida” para conseguir autorização.

Segundo a equipe, o homem confessou que estaria caçando javalis na região. Ele foi preso pela posse de arma de fogo de uso permitido e levado para a 17ª Subdivisão Policial de Apucarana. 

Caçadores são presos com arco e flecha de uso profissional

A PMA (Polícia Militar Ambiental) prendeu na tarde desta terça-feira, dia 04 de fevereiro, em Nova Andradina, cidade localizada na região do Vale do Ivinhema, três homens que praticavam caça ilegal. Com o trio, foi encontrado arco e flechas profissionais, além de armas de fogo e munições.

Os policiais faziam fiscalização nas proximidades de uma usina sucroenergética, quando abordaram uma caminhonete Ford/Ranger, dirigida por um homem de 65 anos, residente no Distrito de Nova Casa Verde. Com ele os policiais encontraram uma espingarda cartucheira calibre 20 e cinco cartuchos intactos, sem documentação.

Em seguida, a equipe abordou uma motocicleta Honda com dois ocupantes, de 20 e 27 anos, ambos moradores no assentamento Angico, em Nova Andradina. O condutor portava na cintura um revólver calibre 32, carregado com seis munições intactas. O passageiro portava um arco especial de caça e mais quatro flechas. Todo o armamento não possuía documentação.

As armas, munições e os veículos, bem como dois rádios  e um facão foram apreendidos. Os três confessaram que estavam juntos e praticavam caça, porém, não tinham abatido nenhum animal. Eles receberam voz de prisão e foram encaminhados à delegacia de Polícia Civil de Nova Andradina.

Compre Rural com informações do Dourado News e TNonline

Todo o conteúdo áudio visual do CompreRural está protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral, sua reprodução é permitida desde que citado a fonte e com aviso prévio através do e-mail jornalismo@comprerural.com