TOP Recordes Nacionais de produção de leite, confira!

TOP Recordes Nacionais de produção de leite, confira!

PARTILHAR
Foto Divulgação

A vaca EF & LS COPACABANA WILDMAN alcançou uma Produção de 19222,21 litros de leite, 527,86 de gordura e 561,4 de proteína. Confira!

A Associação Brasileira de Criadores de Bovinos da Raça Holandesa – ABCBRH realizou na noite de 04 de junho uma live para apresentar os destaques da raça no ano de 2019. Transmitida pelo Facebook Gado Holandês e através do Canal Holstein Brasil no Youtube, a live teve mais de 1,5 mil visualizações. 

O Presidente da ABCBRH, Hans Groenwold, saudou a todos virtualmente direto da Cidade do Leite em Castro-PR e ressaltou a impossibilidade de realizar evento presencial devido a pandemia de Covid-19. “Com grande alegria cumprimento a cada um nessa live. Esta foi a maneira que encontramos para divulgar os resultados de 2019 aos criadores, empresas e amigos do Brasil”, comentou.

O trabalho das associações regionais de criadores do Rio Grande do Sul, de Santa Catarina, de Minas Gerais, do Espírito Santo, de São Paulo, do Paraná e de Goiás, todas filiadas à associação brasileira, também foi lembrado e recebeu um agradecimento especial.

O que são as Recordistas Nacionais

São consideradas recordistas nacionais em produção de leite as vacas que alcançam produção máxima de leite ou de gordura, de acordo com sua divisão, classe de idade e categoria. O título avalia o conjunto entre volume e sólidos do leite.

As categorias de avaliação são primeira divisão, cujas lactações dos animais duram até 305 dias, separadas em duas ou três ordenhas diárias e subcategorias que vão desde 1 ano parida até adulta sênior. Já a categoria de segunda divisão considera os animais cujas lactações duram de 306 a 365 dias, também separadas em duas ou três ordenhas diárias e mesmas subcategorias.

Recordistas Nacionais Homologadas

As primeiras homenageadas da noite foram as vacas recordistas nacionais em produtividade, animais que encerraram lactação no ano de 2019 em cada uma das categorias previstas no Regulamento Oficial da Raça Holandesa, separadas por duas ordenhas ou três ordenhas e em cada classe de idade.

O Gerente do Programa de Análise de Rebanhos Leiteiros do Paraná-PARLPR, José Augusto Horst, que narrou os resultados, lembrou que essa premiação é cumulativa, ou seja, o animal que recebe o título de recordista nacional permanece no quadro de recordistas até que outro animal supere essa produção. “No quadro de recordistas temos animais que há mais de dez anos tem seu recorde reconhecido”, recordou.

Horst destacou que a raça Holandesa é a de maior produção leiteira no mundo em litros e em sólidos totais, animais que exercem seu papel de produzir leite em diferentes sistemas e diferentes regiões no Brasil e no mundo.

O gerente registrou que os resultados são reflexo não só da qualidade dos animais, como também do trabalho dos criadores e dos colaboradores das fazendas que dedicam boa parte do tempo no registro dos cuidados, alimentação, manejo e cuidados sanitários para produção de leite.

Na primeira divisão, com 305 dias de lactação e três ordenhas diárias, foram homologadas como recordistas nacionais:

  • Subcategoria 1 ano parida: RCH ROSECRER 784 COMMANDER do proprietário Raphael Cornelis Hoohergeide do Paraná. Produção de 18331,26 litros de leite, 584 de gordura e 563 de proteína.
  • Subcategoria 3 anos Júnior: DATIJUCA CHASE LORENZA 2343 dos proprietários Eduard Jan Petter e/ou Álvaro Conrado Petter. Produção de 18984,34 litros de leite, 502 de gordura e 578 de proteína.
  • Subcategoria 6 anos: TIJUCA REECE SARINA 1919 dos proprietários Eduard Jan Petter e/ou Álvaro Conrado Petter. Produção de 19704,01 litros de leite, 580 de gordura e 563 de proteína.

Na segunda divisão, com 365 dias de lactação e duas ordenhas diárias, foram homologadas como recordistas nacionais:

  • Subcategoria 2 anos Sênior: KRENCHINSKI FULLA do proprietário Mário João Krenchinski. Produção de 19535,72 litros de leite, 625 de gordura e 539 de proteína.
  • Subcategoria 4 anos Júnior: KRENCHINSKI NAKAMURA 269 do proprietário Mário João Krenchinski. Produção de 19408,07 litros de leite, 609 de gordura e 500 de proteína.

Na terceira divisão, com 365 dias de lactação e três ordenhas diárias, foi homologada como recordista nacional na subcategoria 1 ano parida: EF & LS COPACABANA WILDMAN dos proprietários Evaristo Francisco Marques e Leandro S. Marques. Produção de 19222,21 litros de leite, 527,86 de gordura e 561,4 de proteína. 

As informações são da A.B.C.B.R.H.

Todo o conteúdo áudio visual do CompreRural está protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral, sua reprodução é permitida desde que citado a fonte e com aviso prévio através do e-mail jornalismo@comprerural.com