Touro mais violento do mundo é recordista, vídeo

PARTILHAR

Bodacious era um touro selvagem, conhecido no esporte de rodeio como “o touro mais perigoso do mundo”. Conheça o touro e seus histórico de “violência”.

No currículo, 135 desafios, uma desistência e um rosto desfigurado. Esse é o cartel do touro Bodacious, aposentado em plena atividade por ser considerado o mais perigoso aos peões dos Rodeios da PBR – e de quem o desafiasse. Sua trajetória para se tornar o touro mais violento do mundo começou em um rodeio fora de Okeene, Oklahoma, um novato teve sua mão presa em sua corda de touro no topo das costas do touro. 

Quando o cavaleiro começou a se debater ao lado do touro, tentando desalojar sua mão, Bodacious entrou em pânico. O touro girou, saltou e chutou, tentando se livrar do cavaleiro. Ele chutou tão alto que quase capotou. No momento em que o menino se libertou, o touro quase tinha pulado a cerca. Depois disso, ele tinha um objetivo: enviar via aérea aqueles cowboys.

Manter-se montado no animal era praticamente impossível. Para se ter ideia, apenas seis competidores conseguiram a façanha. Pudera. Segundo os caubóis que encararam o duelo, o boi fazia movimentos que peão nenhum tinha visto. Daí a dificuldade em completar a prova. Da raça Charbray, ganhou o apelido de “Baleia amarela” devido à cor amarelada e ao peso: 1200 quilos.

O Charbray australiano é uma raça australiana de gado derivada de um cruzamento entre o gado Charolês francês e o gado Brahman americano.  O Professional Bull Riders, Inc. (PBR) é uma organização internacional de montaria profissional. Uma montaria qualificada vale até 100 pontos. Ou seja, 50 pontos para o cavaleiro e 50 pontos para o touro quando ele monta com sucesso o touro por 8 segundos. 

A fama de boi violento começou em 1995 numa montaria com Tuff Hedeman, um dos melhores peões do mundo na época. Ao sair do brete, o boi balançou fortemente, fazendo com que o rosto do competidor batesse na cernelha do animal. Resultado: nariz e parte dos ossos da face quebrados.

Mais tarde, recuperado, Hedeman foi sorteado para montar novamente em Bodacious. Ao saber da notícia, se recusou a competir. Uma das justificativas é que seu filho teria pedido para que desistisse da montaria.

Veja o vídeo do Bodacious, touro mais violento no mundo:

Em 1994 Bodacious ganhou atenção nacional no Houston Livestock and Rodeo quando causou a morte do cowboy Terry Don West. Tuff Hedeman, um dos melhores cowboys do mundo, era um dos poucos que podia ficar em cima de Bodacious durante os oito segundos, mas em 1995, Hedeman viu o lado maldoso de “Bo” quando ele teve sua face totalmente destruída.

Ainda em 1995, Bodacious fez mais uma vítima: o campeão mundial Scott Breding, alvo de ferimentos graves ao tentar domar o animal. Esta foi a gota d’água para a organização do rodeio e para os donos Sammy e Carolyn Andrew, que decidiram aposentar o bovino dos rodeios.

Antes de morrer (de problema nos rins), em 2000, o animal entrou para o Hall da Fama do Rodeio Profissional, na cidade de Colorado Springs, no Colorado. Ficou conhecido como “O touro que os caubóis não queriam montar, mas que os fãs amavam”. Além disso, teve seu sêmen coletado para comercialização. Seu nome também apareceu marcas de fivelas, relógios, rifles e, acredite, foi convidado de honra de dois cassinos em Las Vegas.

TOURO FOI APOSENTADO PARA PODER PRESERVAR A INTEGRIDADE DOS COMPETIDORES, BODACIOUS ERA UM TOURO EXEMPLAR QUANDO O ASSUNTO ERA DERRUBAR PEÃO!

Em 1999 Bodacious foi para Pro Rodeo Hall of Fame (Hall da Fama do Rodeio Profissional) em Colorado – Springs, onde ele foi sagrado como “O touro que os cowboys não queriam montar. Mas os fãs amavam. Mesmo aposentado Bodacious continuava aumentando sua fama. Ele foi capa das melhores revistas country como GQ e Penthouse, e também foi para o Guinness World Records Prime Time, o livro dos recordes.

Honras

  • Duas vezes Dodge Bull of the Year 
  • 1992, 1994-95 PRCA Bucking Bull of the NFR 
  • 1993-94 PRCA Texas Circuit Bull of the Year 
  • 1994-95 PRCA Bucking Bull of the Year 
  • BRO Bull of the Year de 1995 
  • Bucking Bull, campeão mundial da PBR em 1995 
  • Um dos dois touros a ganhar o Touro Bucking do Ano da PRCA e o Touro Campeão Mundial da PBR, o que ele conquistou no mesmo ano 
  • 1999 introduzido no ProRodeo Hall of Fame 
  • 2017 introduzido no Hall da Fama da Montaria em Touro 
  • 2019 introduzido na marca de honra da celebração de heróis e lendas da PBR
  • 2020 introduzido no Texas Rodeo Cowboy Hall of Fame

Uma empresa de sêmen, Buckers, Inc., assumiu a comercialização do sêmen do touro. Bodacious era tratado como um “humano”, pois visitava feiras estatais, rodeios, e até mesmo foi convidado de honra no Harrah’s Hotel e Cassino, e no Silverton Hotel e Cassino em Las Vegas. Um vídeo com as características do touro se tornou best-seller e com isso, abriu uma nova era do comércio do rodeio.

A fabrica de fivelas Montana Silversmith, lançou uma linha de fivelas e relógios personalizado de Bodacious; uma edição limitada dos Rifles Winchester foi lançado pela A A Engraving. Pouco antes de sua morte, tinha sido lançado uma nova camiseta com Bodacious junto a Tuff Hedeman, para anúncio da Bud Light.

Bodacious, o touro mais violento do mundo, morreu no dia 16 de maio de 2000 no Andrew’s Rodeo Company Ranch e foi enterrado no rancho. Os donos disseram que a causa da morte foi problema de rim.

Todo o conteúdo áudio visual do CompreRural está protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral, sua reprodução é permitida desde que citado a fonte e com aviso prévio através do e-mail jornalismo@comprerural.com