Veterinária revela o que sente ao sacrificar um animal e comove redes

Veterinária revela o que sente ao sacrificar um animal e comove redes

PARTILHAR
Foto: Pixabay

A perda de um animal de estimação nunca será um momento fácil e, em alguns casos, os donos precisam tomar a decisão de sacrificar seu bichinho por meio da eutanásia.

Pensando neste momento tão difícil, a veterinária Brenda Gough, revelou o que sente quando realiza este procedimento e seu post comoveu as redes sociais. Confira suas palavras:

“Como o seu veterinário vê a eutanásia…

Então, você me traz esse cachorrinho – ela beija meu rosto, devora os biscoitos que eu ofereço, e a nossa amizade começa.

Várias visitas depois, ele começa a aprender onde estão todos os frascos de bolacha na clínica, e aquela senhora de casaco branco, bem ela está bem…

Depois, muitas visitas mais tarde, estou apaixonada pelo seu cachorro e toda a sua família porque você é realmente gente boa e eu não só vi esse cachorro se transformar em um membro da família muito doce, mas tenho acompanhar ele crescendo a cada ano e fazendo parte da sua jornada.

Lembra aquela vez que ele comeu a roupa interior da tua filha adolescente? Sim, todos nos demos boas risadas sobre isso uma vez que a cirurgia foi feita e ele se recuperou. A sua filha provavelmente nunca me perdoou por ter guardado a roupa e mostrado para a família toda quando eles vieram buscá-lo à clínica.

Tantas aventuras, tão pouco tempo…

E aqui estamos nós, estranhos anos depois, tendo que dizer adeus.

Ele tem doença cardíaca e eu não consigo mais consertar isso. Ela tem câncer e não há cura. Ele tem artrite e os medicamentos não estão funcionando. Eu quero que ele viva para sempre por você. Eu quero tanto isso que dói. Sinto-me como se tivesse falhado com ele e com você quando fiquei sem opções para mantê-los vivos, e você, confortável e feliz.

Então, agora está na hora, e eu deveria ser profissional. Objetivo. Eu sou o médico. Calma. Sempre sob controle.

Que se dane isso!

Conheço você e ele há um terço da minha vida, e a maior parte da minha carreira profissional.

Mas eu guardo isso. Os meus incríveis técnicos colocaram o cateter. O meu pessoal de apoio da recepção e assistentes já fizeram toda a burocracia. Confie em mim eles podem não mostrar, mas seus corações estão despedaçados por você. Eles já estiveram lá. Eles sabem. E eles te conhecem e se importam com você também.

E eu tenho a agulha no bolso do meu jaleco branco. O mesmo bolso que estava sempre cheio de mimos para ele. Eu respiro fundo e venho para o consultório. Tenho que me manter forte agora…

Ela está me dando aquele olhar doce de sempre, aquele que é seguido de beijos de cachorro e um olhar para o frasco de biscoito. Mas ele está muito fraco agora. Ele está pronto. Você não. Eu não. Mas isso tem que acontecer porque o amamos demais para deixá-lo sofrer.

Ele iria continuar o tempo que quiséssemos também. Mas já não podemos pedir para ele fazer isso. Não é justo com ele. Quem me dera que os nossos corações humanos pudessem dar tanto o tempo todo. Quem me dera poder ser a pessoa que o meu cachorro pensa que eu sou. Quem me dera poder encontrar uma forma deles viverem para sempre. Mas eu não tenho esses poderes mágicos. Eu sou apenas um veterinário.

Então a gente dá o beijo de volta, não resta muito do seu corpo que ainda funciona, mas esse velho rabo se mexendo… É o suficiente e eu tento não chorar. Tenho que ficar forte.

O corpo dele relaxa, ele está em seus braços e você está chorando. Outra família perdeu um dos seus membros mais queridos. Eu coloquei o meu estetoscópio no coração dele para ter a certeza que parou, mas você está tão junta ao seu peito que talvez seja o seu coração que eu ouço bater ou talvez seja o meu. Difícil não se transformar em uma bagunça.

Confirmado, ele já se foi. Você o põe suavemente em cima da mesa e nos abraçamos.

A porta se fecha atrás de você e eu não sei se você ouve isso, mas eu choro no ouvido do seu animal de estimação. Ele já se foi, ele vai fazer falta, e você tem que enfrentar o que eu sei que vai ser uma das partes mais difíceis de hoje.

Entrando naquela casa e ele já não estará lá para te cumprimentar.

Por favor, saiba que eu sei o que você se sente. À medida que você sai da clínica eu só desejo com cada fibra do meu ser que você nunca mais tenha que enfrentar isso. Eu queria que eles pudessem viver para sempre.

E por favor, saiba, estou tão grata por ter sido uma pequena parte da sua jornada.

Ame sempre, seu veterinário”.

Via METRO

How your vet sees euthanasia…..So, you bring me this puppy – she kisses my face, devours the cookies I offer, and…

Posted by Brenda Gough on Thursday, September 26, 2019

Todo o conteúdo áudio visual do CompreRural está protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral, sua reprodução é permitida desde que citado a fonte e com aviso prévio através do e-mail jornalismo@comprerural.com

PARTILHAR
Portal de conteúdo rural, nosso papel sempre será transmitir informação de credibilidade ao produtor rural.