Vídeo: Morre maior nome da raça Guzerá Leiteiro, o Napole

Vídeo: Morre maior nome da raça Guzerá Leiteiro, o Napole

PARTILHAR
Touro Napole

Morre touro que gerou mais de 20 mil doses de sêmen; Animal resultou, ao longo da vida, em faturamento de mais de R$ 413 mil em negócios. Confira as informações abaixo!

A central CRV Lagoa divulgou nesta quinta-feira, 15, a informação sobre a morte touro guzerá leiteiro Napole, ocorrida no último dia 30 de setembro. O reprodutor era proveniente da Fazenda Ygarapés, criatório tido como referência em produtividade leiteira. Com certeza um dos maiores nomes da raça Guzerá Leiteiro, uma perda incalculável para a pecuária nacional.

A pecuária leiteira no Brasil teve uma grande perda no último dia 30 de setembro. Nessa data morreu o touro Guzerá Napole TE, oriundo da Fazenda Ygarapés, criatório referência em produtividade leiteira.

Morre touro Napole, guzerá com mais de 20 mil doses de sêmen comercializadas

O reprodutor, provado com DEP Leite de 176 kg, possuía excepcional estrutura corporal, força leiteira, facilidade de parto das suas crias e harmonia de conjunto.

Napole TE era filho de Cravo, que ocupa o 11º lugar na prova com DEP Leite de 332 kg, em vaca Nuvem, matriz referência da raça, com lactação de 8.363 kg.

O reprodutor teve mais de 20 mil doses comercializadas e alcançou faturamento de mais de R$ 413 mil.

Sobre o Gigante Leiteiro, o Napole:

Código CRV Lagoa: 06056
Registro: JFT 2433
Nascimento: 25/12/04
Peso: 882 kg aos 6 anos e 8 meses
Criador: José Transfiguração Figueiredo
Proprietário: Paulo Roberto Menicucci

Guzerá leiteiro tem características físicas que proporcionam maior produção de leite

O Guzerá leiteiro teve sua origem na região de Guzerat, na Índia, onde é conhecida como Kankrej. É considerada, por estudiosos, como a primeira raça zebuína a ser utilizada pelo homem. Em anos recentes, a criação do Guzerá passou a viver um período mais significativo para a pecuária de leite do país.

Além do número crescente de criadores, várias associações e programas de melhoramento genético para produção leiteira foram desenvolvidos.  Tudo isso vem acontecendo porque produzir leite de qualidade a baixo custo tornou-se um dos grandes desafios para o setor agropecuário brasileiro.

Várias características do guzerá leiteiro o destacam mais que as outras raças. A princípio, a facilidade no manejo, pelo fato de ser um animal dócil, é a mais valorizada. A tranquilidade no manejo traz menor risco ao peão e agilidade na ordenha. Um exemplo disso é o fato de muitas vacas já poderem ser ordenhadas sem o uso da peia (instrumento para contenção das patas traseiras do animal).

Todo o conteúdo áudio visual do CompreRural está protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral, sua reprodução é permitida desde que citado a fonte e com aviso prévio através do e-mail jornalismo@comprerural.com