Chuva forte no sul mata 38 vacas eletrocutadas, família pede ressarcimento

Chuva forte no sul mata 38 vacas eletrocutadas, família pede ressarcimento

PARTILHAR
Vacas morreram junto ao poste de energia elétrica após queda de cabo, segundo a família (Foto: Arquivo Pessoal)

Incidente foi registrado no interior de Tapejara, Região Norte. Moradora diz que havia um cabo elétrico em meio aos animais.

Trinta e oito vacas morreram eletrocutadas nesta quarta-feira (19), conforme contagem dos moradores da propriedade, após queda de um cabo elétrico no interior de Tapejara, município da Região Norte do Rio Grande do Sul. A concessionária Rio Grande Energia (RGE), que atende a área, diz que lamenta o fato acompanha o caso.

“Elas estavam todas amontoadas ao lado do poste [de energia], que fica no meio da propriedade”, contou uma das moradoras, Ana Maria Zanatta. Segundo ela, cada uma das vacas mortas gera um prejuízo de aproximadamente R$ 10 mil. Sobreviveram 19 animais. “Era por volta das 11h, foi quando deu uma chuva forte. A gente não sabe o que aconteceu exatamente, mas tinha um cabo elétrico caído nelas”, acrescenta Ana Maria.

Atualização

Os animais foram retirados do local pela prefeitura da cidade, por volta das 16h ainda na quarta-feira, e encaminhados para um aterro, conforme os proprietários. Além da administração municipal, eles entraram em contato com a companhia de elergia elétrica que abrange a área para tentar um ressarcimento ou alguma outra proposta.

“A pastagem dos animais fica perto da estrada. As pessoas que passavam por lá foram as primeiras a verem. Quando o meu cunhado viu, nos avisou que as vacas estavam mortas. Foi um choque, quando eu vi… Era todo o nosso trabalho”, conta uma das moradoras, Ana Maria Zanatta.

A família possuía 57 vacas leiteiras da raça holandesa, das quais 20 não foram atingidas pela descarga elétrica e sobreviveram. A produção era de mil litros de leite por dia, segundo os proprietários. Como a diminuição dos animais, a produção deve cair para 300 a 400 litros, calcula a produtora Ana Maria.

A concessionária Rio Grande Energia (RGE) disse por meio de uma nota que lamenta o fato. “A RGE nos disse ontem que vai nos ligar novamente nesta quinta-feira. Vamos esperar uma proposta deles ou o ressarcimento, pois o leite é a base da renda da nossa família”, conta Ana Maria.

Adaptado do G1

Deixar um comentário