CLASSIFICADOS
Página Inicial » Artigos » Silagem de milho: cuidados na colheita e estocagem para se produzir uma silagem de qualidade
Curso de gestão de pastagens, planejamento e manejo da teoria à prática, aprenda o método PDCA
Silagem recém picada na roça
Silagem recém picada na roça

Silagem de milho: cuidados na colheita e estocagem para se produzir uma silagem de qualidade

Conheça os cuidados que devem ser tomados antes, durante e depois da produção de silagem de milho para o gado.

silagem picada na roça

Silagem recém picada na roça

Quando o material a ser ensilado é colhido antes do momento ideal pode apresentar dois problemas, o primeiro é que o teor de umidade é muito alto e nessa situação haverá produção de muito chorume que é rico em carboidratos solúveis e representa uma perda considerável de nutrientes.

O segundo problema a lavoura poderá apresentar um baixo percentual de grãos e consequentemente baixo teor energético. Quando colhido após o ponto ideal, o material a ser ensilado apresentará dificuldade de ser picado pelas máquinas e seu rendimento será menor e a compactação de um material seco é bem mais difícil o que favorece uma maior presença de oxigênio na massa ensilada. Portanto quanto maior o volume de oxigênio, maior será a respiração celular, a produção de calor, o tempo para se iniciar a fermentação e a perda de nutrientes.

O ideal é ensilar o milho quando o teor de matéria seca estiver entre 30% e 38%.  Uma maneira prática de verificar o teor de matéria seca aproximada, é com o auxílio de uma pequena balança eletrônica de até 500g(que pode ser adquirida a preços irrisórios pela internet), um prato e um forno de micro-ondas.

Consiste em cortar três pés inteiros de milho, representativos da lavoura, picar misturando bem os pedaços da cana, espiga, palha e pendão.  Recolher da mistura uma amostra e colocar em um prato 100 g de material. Levar a um forno de micro-ondas, secar aos poucos, sem queimar, até que cesse a evaporação e pare de baixar o peso. As gramas resultantes do peso representam a matéria seca aproximada.

silagem pronta para o consumo

Silagem pronta para o consumo

A forragem deve ser picada no tamanho entre 1 e 2 cm, isso facilita a acomodação do material dentro do silo ou saco favorecendo uma melhor compactação e expulsão do ar; deixa os carboidratos solúveis mais expostos para que a fermentação seja mais rápida e completa e evita a seleção pelo animal no cocho.

Por que utilizar a silagem?

  • Volumoso de alto valor nutritivo e de produção econômica viável.
  • Alimentação para qualquer época independente do clima.
  • Serve tanto em regime de confinamento como em suplementação.
  • Operações simples com baixos custos de mão-de-obra.
  • Conservação por longo período.
  • Assegura ganho de peso rápido e poupa as pastagens.

Porque a silagem de milho?

  • Possui alto valor energético. (NDT ~ 68%  e  PB ~ 7%  da  MS)
  • Rica em fibras longas, vitais para os ruminantes.
  • Superior disponibilidade de carboidratos solúveis usados como ‘combustíveis’ pelas bactérias, responsáveis pela fermentação.

O que garante a qualidade da silagem?

  • A qualidade do milho colhido integral, com o pé inteiro.
  • O corte no ponto certo, com matéria seca (MS) entre 30 e 38%.
  • A retirada completa do ar por prensagem, por bomba ou ambas.
  • O uso de embalagens adequadas e armazenagens corretas.

Quais animais podem consumir silagem de milho?

Todos os ruminantes: bovinos, ovinos, caprinos, etc. Também os equinos, desde que com início gradativo e até no máximo 50% da dieta de fibras.

Quanto um animal como de MS por dia?

Em torno de 3% do peso vivo (PV):

PV(Kg) do MS Diária de Concentrado Silagem de Milho(Kg) Diária Para os Percentuais de Volumoso Abaixo
Ruminante  mais Volumoso para 3% PV(Kg) 40% 45% 50% 55% 60% 65% 70%
25 0,75 1,0 1,1 1,3 1,4 1,5 1,6 1,8
50 1,5 2,0 2,3 2,5 2,8 3,0 3,3 3,5
100 3,0 4,0 4,5 5,0 5,5 6,0 6,5 7,0
200 6,0 8,0 9,0 10,0 11,0 12,0 13,0 14,0
500 15,0 20,0 22,5 25,0 27,5 30,0 32,5 35,0
Para animais de alta produção leiteira o concentrado deve ser aumentado com redução do volumoso
jmc industrial ensacadora silagem (10)

JMC industrial Ensacadora de Silagem à Vácuo

Porque ensacada à vácuo?

  • A ausência de oxigênio, anaerobiose, impossibilita o desenvolvimento de fungos e mofos, já que estes necessitam de ar para se multiplicarem.
  • A embalagem a vácuo garante qualidade incomparável.

Porque em sacos de 25kg?

É muito mais prático, não sacrifica quem manuseia.

Está no padrão de peso de muitos alimentos para animais, facilitando uma comparação direta.

Como é o nosso processo de embalagem?

Um moderno e exclusivo equipamento pesa, prensa e ensaca a silagem. Na sequencia a máquina retira o ar e sela a quente a embalagem.

Qual a validade?

Se armazenada ao abrigo do sol, protegida de roedores e sem a ocorrência de furos, manterá a qualidade por no mínimo um ano e meio.

Deixar um comentário

O seu e-mail não será publicadoEstes campos são obrigatórios *

*

x

Checar também

Foto: Fazenda Bergamini

Vermífugos na hora certa pode gerar ganhos de R$ 40 por cabeça

Um estudo realizado por pesquisadores da Universidade Estadual Paulista Júlio Mesquita (Unesp) levantou um dado ...

bezerros nelore

Fazenda no Mato Grosso faz a desmama aos 100 dias de idade

O Nortão do MT exibia-se para Pedro e eu, agradecendo a chuva que acabara de ...