Abigeato: Policial morto, outro baleado e 15 presos!

Abigeato: Policial morto, outro baleado e 15 presos!

PARTILHAR
Policial foi morto em propriedade na área rural de Montenegro Lauro Alves / Agencia RBS

Durante a ação, escrivão Edler Gomes dos Santos, 54 anos, foi morto em Montenegro. Operação rápida deixou 15 presos, mas policial foi morto na ação.

A operação do Dia D contra o abigeato (furto de gado) – que reuniu duas investigações de delegacias diferentes – contabiliza 15 presos nesta terça-feira (16).

Apesar do sentimento geral de tristeza entre policiais com a morte de um colega em confronto na cidade de Montenegro, no Vale do Caí, os 84 mandados judiciais foram cumpridos durante todo o dia.

Além das prisões, também há, até 15h, mais de 50 armas apreendidas, dinheiro não contabilizado, munição — são dezenas e de vários tipos -, e carne.

Os delitos apurados, além de abigeato, são comércio ilegal de armas, receptação e crimes contra a saúde pública. 

Segundo o delegado André Mendes, da Delegacia de Polícia Especializada na Repressão aos Crimes Rurais e Abigeato (Decrab) de Bagé, que também é o responsável por uma das investigações contra o furto de gado, o objetivo inicial é dar apoio aos familiares do policial morto e do agente que foi ferido com um tiro, mas a ação coordenada por ele teve de prosseguir em 35 cidades gaúchas.  

As 11 prisões realizadas pela Decrab ocorreram em Santa Rosa, Cachoeira do Sul, Canela, Dom Feliciano, Canoas, Caxias do Sul, Alto Alegre e Soledade. 

Policial foi morto em propriedade na área rural de Montenegro Lauro Alves / Agencia RBS

A coletiva de imprensa foi cancelada em Porto Alegre e foram mantidas buscas e prisões na medida do possível, até como uma forma de respeito ao trabalho que a vítima realizava

Em sete meses de investigação da Delegacia de Bagé, foram identificados grupos que se reuniam por meio do WhatsApp para a prática dos delitos. Ao total, foram identificados aproximadamente 400 integrantes.

Policial foi morto em propriedade na área rural de Montenegro Lauro Alves / Agencia RBS

As investigações apuraram os crimes de abigeato, comércio ilegal de armas de fogo e munição, crimes ambientais, furto e roubo de propriedades rurais, mas também apurou receptação de comerciantes que vendiam carne ilegal por ser obtida pelo crime de abigeato ou outras fontes não legais, como abates clandestinos — nesse caso, envolvendo também crime contra a saúde pública. 

Policial foi morto em propriedade na área rural de Montenegro Lauro Alves / Agencia RBS
Policial foi morto em propriedade na área rural de Montenegro Lauro Alves / Agencia RBS

Vale do Caí 

A Delegacia Regional de Montenegro foi responsável pela segunda investigação neste Dia D contra o abigeato e os agentes cumpriram 24 mandados judiciais.

Nesta segunda apuração, foram identificados vários casos ligados a uma quadrilha na região que também tinha uma rede de receptadores.

No Vale do Caí, o delegado regional Marcelo Farias, destacou que foram cumpridos 24 mandados de busca, sendo quatro em mercados e 20 na área rural.

Armas e carnes foram apreendidas, além de aproximadamente R$ 200 mil. Segundo ele, quatro suspeitos foram presos flagrante.

Policial foi morto em propriedade na área rural de Montenegro Lauro Alves / Agencia RBS
Policial foi morto em propriedade na área rural de Montenegro Lauro Alves / Agencia RBS

Compre Rural com informações da Gaucha ZH

Todo o conteúdo áudio visual do CompreRural está protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral, sua reprodução é permitida desde que citado a fonte e com aviso prévio através do e-mail jornalismo@comprerural.com