Gado é morto a tiros por ladrões

Gado é morto a tiros por ladrões

PARTILHAR
gado morto a tiros
Foto Divulgação.

Gado é abatido a tiros, mas ladrões não conseguem levar os animais da propriedade. Ação da polícia tenta barrar esse tipo de roubo e dar segurança ao campo!

Homem de 37 anos acionou a equipe da Força Tática da Polícia Militar de Corumbá, após constatar que indivíduos haviam invadido uma fazenda, localizada na região do Porto Manga, área rural de Corumbá, e atiraram contra o gado que estava no local. O caso aconteceu por volta das 23h50 de quinta-feira, 27 de junho.

Conforme o comunicante, os autores chegaram em um veiculo baixo, com caçamba, invadiram a fazenda e realizaram disparos contra um animal.

Logo em seguida, arrastaram o gado até uma estrada vicinal e no momento que faziam o transporte para o carro, perceberam a aproximação de populares e fugiram, sem levar o animal.

Os ladrões invadiram a fazenda e realizaram disparos contra um animal, uma barbaridade!

Ao chegar no local, os policiais realizaram buscas, mas nenhum suspeito foi encontrado, apenas o gado morto. O boletim de ocorrência 2503/2019 foi registrado na Delegacia de Polícia Civil.

Operação “Punch”

Na última quarta-feira, 26 de junho, a equipe do Garras (Delegacia Especializada de Repressão a Roubos a Banco, Assaltos e Sequestros), deflagrou em Corumbá, a Operação “Punch”, que teve como foco o combate ao abigeato (roubo e furto de gado) e armazenamento e comercialização de carne irregular.

Foram cumpridos mandados de busca e apreensão em estabelecimentos comerciais e na área rural de Corumbá, com apoio da Delegacia Especializada de Repressão aos Crimes contra as Relações de Consumo (Decon) e da Agência Estadual de Defesa Sanitária Animal e Vegetal (Iagro).

Na operação, foram apreendidos 1,5 mil tonelada de carne por armazenamento irregular, além de cheques e uma quantia em dinheiro no valor de R$ 100 mil. Uma pessoa foi levada para a Delegacia de Polícia para prestar esclarecimentos. 

Fonte: Diário Online

Todo o conteúdo áudio visual do CompreRural está protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral, sua reprodução é permitida desde que citado a fonte e com aviso prévio através do e-mail jornalismo@comprerural.com