Angus: Vencedor de prova de eficiência ganhou mais de 2,5kg/dia

Angus: Vencedor de prova de eficiência ganhou mais de 2,5kg/dia

PARTILHAR
touro Angus Agronemitz TE667
Foto: Divulgação

Touro da Agropecuária Progresso do Tarumã vence Prova de Eficiência Alimentar 2020; ao longo de 70 dias, foi avaliado o desempenho de 18 reprodutores de 11 propriedades

O touro Agronemitz TE667, da Agropecuária Progresso do Tarumã (São Francisco de Assis, RS), do criador Marcio Sudati, consagrou-se campeão da Prova de Eficiência Alimentar 2020 (PEA), realizada pela Associação Brasileira de Angus e Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa).

Ao longo de 70 dias, foi avaliado o desempenho de 18 reprodutores de 11 propriedades, determinando, por meio da correlação do Consumo Alimentar Residual (CAR) e do Ganho e Peso Residual (GPR), os animais com maior eficiência.

“Essa prova é importantíssima porque significa retorno financeiro, viabilidade da pecuária e cuidado com meio ambiente, que é uma preocupação muito forte na Associação Brasileira de Angus. Não é no cocho que a gente resolve todos os problemas de um animal. É na genética”, destacou o presidente da Angus, Nivaldo Dzyekanski.

O reprodutor campeão ingressou nas instalações da Embrapa Pecuária Sul, em Bagé, em junho com 594 kg e concluiu a prova em setembro com 770 kg (o que nos dá o ganho médio diário de 2,514kg), alcançando Consumo e Ganho de Peso Residual (CGPR) – índice geral do CAR – de 1.294. O touro teve consumo residual de -3.320 kg de ração e ganho de peso residual de 0.109 kg.

Sudati comemorou a conquista e afirmou que o resultado mostra que a propriedade está no caminho certo do melhoramento genético. “Todo nosso gado é avaliado no Promebo e no Natura. Esse touro reflete bem o gado Angus que a pecuária nacional necessita, que tenha um ótimo desempenho produzindo a pasto e com qualidade de carne”, frisou.

Em segundo lugar no ranking de eficiência ficou o touro Rincon 3607 Saikan Del Sarandy, da Cabanha Rincon Del Sarandy (Uruguaiana, RS), do criador Ignacio Tellechea. O terceiro lugar foi conquistado pelo reprodutor Santo Antão D Cooper South Dakota 1264, da Fazenda Santo Antão, (Alegrete, RS), de Flávio Alves e Ana Luiza Alves. Em quarto, destacou-se o exemplar Reconquista TE3025 Zeloso Hornero, da Reconquista Agropecuária, também de Alegrete, do criador José Paulo Dornelles Cairoli.

Para o médico veterinário e gerente de Fomento da Angus, Mateus Pivato, a prova é a consolidação de um trabalho sério e da preocupação da Associação Brasileira de Angus em trilhar um caminho de inovação e avanços genéticos.

O coordenador da Prova de Eficiência Alimentar (PEA) e analista da Embrapa Pecuária Sul, Roberto Collares, completou que o resultado obtido reflete o trabalho de toda uma equipe que concede grande infraestrutura à Embrapa para a realização de provas desse tipo.

“Agradecemos a essa parceria, mas em especial aos criadores, porque temos aqui 18 vencedores que estão dando enorme contribuição para identificar características importantes para o melhoramento genético da raça”. E completou: “O mundo busca eficiência”.

Campeão já foi vendido

O touro Agronemitz TE667, campeão da Prova de Eficiência Alimentar 2020 (PEA), foi comprado pelo criador Pedro Sales, de Bagé, no 7° Leilão Integração Angus, Brangus e Braford, realizado na sexta-feira (2), em São Francisco de Assis (RS). O criador Marcio Sudati, da Agropecuária Progresso, que vendeu por R$ 16.400,00 o exemplar, destaca que o touro concluiu o teste muito bem preparado para trabalhar.

Sudati, que também é presidente do Conselho Técnico da Angus, destaca que a eficiência alimentar é uma característica que está começando a ser medida no Brasil e precisa formar uma população de referência, mas está sendo bem aceita. “No futuro o ideal é podermos, apenas com a genômica, predizer esta característica. Eu acredito que a participação no teste vai crescer bastante ano que vem pelo resultado alcançado e pela adesão dos criadores”, menciona.

Todo o conteúdo áudio visual do CompreRural está protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral, sua reprodução é permitida desde que citado a fonte e com aviso prévio através do e-mail jornalismo@comprerural.com