Animais Hereford e Braford são testados na Eficiência Alimentar

Animais Hereford e Braford são testados na Eficiência Alimentar

PARTILHAR
braford-estancia-rio-negro
Foto: Estância Rio Negro

Criatórios de Dom Pedrito e São Gabriel vencem Teste de Eficiência Alimentar; segundo a ABHB, resultados confirmam excelente desempenho genético das raças

Após 90 dias medindo a eficiência alimentar de 26 reprodutores, a Associação Brasileira de Hereford e Braford (ABHB) em parceria com a Embrapa Pecuária Sul, torna público o resultado da 4ª edição do Teste de Eficiência Alimentar (TEA) realizado em Bagé (RS). O teste consagrou as Estâncias São Francisco Xavier, de Dom Pedrito (RS), e Retiro do Ouro, de São Gabriel (RS), como grandes campeãs desta edição. Com ganhos médios diários excelentes, os animais chegaram a 1,661 quilos na raça Hereford e 1,667 quilos na raça Braford.

De acordo com o presidente do Conselho Deliberativo Técnico da ABHB, Aldo José Tavares dos Santos, os ganhos desta edição foram muito positivos e conseguiram expressar todo o potencial genético dos reprodutores. “Hoje com o final do Teste encerramos o ciclo do ano 2019/2020 de avaliação de reprodutores. Eu fico muito contente, pois as raças Hereford e Braford estão se superando ano a ano. Além da prova estar bem organizada, já que a cada edição corrigimos o manejo sanitário e nutricional do Teste, as raças também estão expressando maior ganho e isso é muito importante para o mercado”, relata.

Primeiro Lugar Braford - Crédito Gustavo Rafael Divulgação
Primeiro Lugar Braford / Foto: Gustavo Rafael

Santos destaca ainda que o conjunto de informações avaliadas durante o Teste, auxilia os criadores a identificarem animais melhoradores para o seu rebanho e exigidas pelo mercado. “Ao finalizar a Prova de Avaliação à Campo (PAC) e o TEA estamos mostrando para o mercado, por meio da divulgação dos resultados, o desempenho de cada touro na prova e, principalmente, o seu destaque como indivíduo”, observa.

Primeiro Lugar Hereford - Crédito Gustavo Rafael Divulgação
Primeiro Lugar Hereford / Foto: Gustavo Rafael

A segunda colocação na raça Hereford foi para a Estância do Bolso, localizada em Santa Margarida do Sul (RS). Já a terceira colocação da raça também foi para a Estância São Francisco Xavier, de Dom Pedrito. De São Sepé (RS), mais precisamente da Agropecuária Sereno o segundo lugar da raça Braford. O terceiro lugar foi para a Estância Santa Gertrudes, localizada em Santana do Livramento (RS).

O coordenador da prova pela Embrapa Pecuária Sul, Roberto Collares, explica que por meio dos dados coletados durante o TEA a Embrapa, ao lado da ABHB, consegue trabalhar em pesquisas e no melhoramento genético das raças Hereford e Braford. “Como líder do projeto, entendo que o mais importante são os dados dos animais e suas genéticas. Essas informações são registradas, armazenadas e acompanhadas pela Embrapa e associação, para orientação no trabalho de melhoramento genético das respectivas raças. Neste momento todos animais e seus proprietários são vencedores, pois estão dando, ao participarem das provas de avaliação genética, tanto a campo como em confinamento para determinar a eficiência alimentar, uma inestimável contribuição nos estudos e definições dos rumos a serem seguidos pela raça. A ABHB tem sido, ao longo do tempo, ícone junto à Embrapa nestes estudos científicos”, salienta.

Entre fatores cruciais para resultados positivos e um bom desempenho dos animais durante as provas estão o manejo nutricional e sanitário. Conforme explica a pesquisadora em Nutrição Animal da Embrapa Pecuária Sul e responsável pelo manejo nutricional do teste, Renata Suñe, a metodologia utilizada é constantemente atualizada para bons resultados. “Ao longo dos anos estamos amadurecendo o preparo da prova, os animais estão chegando mais uniformes e com isso conseguimos observar uma crescente constante nos resultados dos reprodutores durante as edições do TEA”, afirma.

O teste é realizado após o final da Prova de Avaliação a Campo (PAC), e serve para avaliar a capacidade de conversão de peso de cada exemplar, coletando importantes informações associadas ao consumo alimentar e ganho de peso. Com duração de 90 dias, sendo os primeiros 20 reservados para adaptação, os animais são alimentados à vontade em cochos eletrônicos que coletam informações individuais como quantidade de alimento ingerido, número de visitas ao cocho durante o dia e também o tempo gasto em cada refeição.

Todo o conteúdo áudio visual do CompreRural está protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral, sua reprodução é permitida desde que citado a fonte e com aviso prévio através do e-mail jornalismo@comprerural.com