Arroba sobe até R$ 17 em uma semana, o que esperar?

Arroba sobe até R$ 17 em uma semana, o que esperar?

PARTILHAR
corte
Foto Divulgação.

De acordo com analista, o consumo de carne bovina acelerado com a entrada dos salários contribui para valorizar o preço da matéria-prima.

Os preços do boi gordo dispararam no mercado físico brasileiro na primeira semana de fevereiro, de acordo com a consultoria Safras. Na praça de Dourados (MS), por exemplo, a cotação passou de R$ 172 em 31 de janeiro para R$ 189 nesta sexta-feira, 7.

“Os frigoríficos iniciaram o mês com escalas de abate muito justas, reflexo direto da retração dos pecuaristas de negociar após as fortes quedas nos preços da arroba do boi ao longo de janeiro”, diz o analista de Fernando Henrique Iglesias.

Segundo o especialista, o consumo de carne bovina acelerado com a entrada da massa salarial contribuiu para valorizar o preço da matéria-prima. “Tradicionalmente, a primeira quinzena de cada mês é caracterizada por boa demanda no varejo”, informa a empresa.

Veja a comparação entre os valores da arroba do boi gordo em 31 de janeiro e 7 de fevereiro:

  • São Paulo – passou de R$ 185 para R$ 202 (+9,19%)
  • Goiânia (GO) – passou de R$ 180 para R$ 187 (+3,89%)
  • Uberaba (MG) – passou de R$ 181 para R$ 190 (+4,97%)
  • Dourados (MS) – passou de R$ 172 para R$ 189 (+9,88%)
  • Cuiabá (MT) – passou de R$ 173 para R$ 176 (+1,73%)

Segundo a Scot Consultoria, expectativas para 2020

Cenário de retenção de fêmeas e consumo doméstico melhor devem ajudar o mercado do boi gordo a trabalhar firme. No mercado externo, o cenário deve ser acompanhado de perto, mas pode ser positivo.

Exportações

O Brasil exportou 117 mil toneladas de carne bovina in natura em janeiro, segundo a Secretaria de Comércio Exterior (Secex). Isso representa queda de 24,9% em relação a dezembro de 2019 e alta de 14,2% em relação a janeiro de 2019.

Os embarques renderam ao país US$ 576 milhões, baixa de 26,8% em relação a dezembro e alta de 50% frente a janeiro passado.

O preço médio da tonelada em janeiro deste ano foi de US$ 4.922,60, o que significa recuo de 2,55% frente a dezembro, mas ganho de 31,3% em relação a janeiro de 2019.

Compre Rural com informações do Canal Rutal e Scot Consultoria

Todo o conteúdo áudio visual do CompreRural está protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral, sua reprodução é permitida desde que citado a fonte e com aviso prévio através do e-mail jornalismo@comprerural.com