Onde se paga mais e menos pela arroba no Brasil?

Onde se paga mais e menos pela arroba no Brasil?

PARTILHAR
Confinamento e Boitel VFL BRASIL. Foto: Marcella Pereira

Objeto de discussões, entenda a variação de preços da arroba pelo país; Fizemos uma lista de onde ela está mais cara e mais barata, confira.

O mercado do boi tem gerado inúmeras informações diárias sobre as cotações, diferencial de base, mercado de carnes, dentre outros. As influências dessas notícias são grande e, por isso, devem ter uma maior discrição sobre elas. Diante disso, afim de esclarecer alguns pontos, fizemos um levantamento sobre o mercado do boi e trouxemos, nesse artigo, uma lista de onde a arroba está mais cara e mais barata. Confira!

É muito importante o pecuarista entender que o valor da arroba que publicamos é variável e retrata somente uma das dezenas de praças pelo país. Como assim? Entre o preço negociado com o setor de compras do frigorífico e o valor final pago ao produtor no romaneio vai depender de vários fatores. Entre eles estão: categoria do animal, qualidade de acabamento, espessura de gordura e protocolo que o animal se encaixa.

Esses fatores citados acima são essenciais para a rentabilidade do pecuarista, por isso, antes de produzir os animais na sua fazenda vá até a indústria da sua região e entenda que tipo de animal você deve produzir, para que sua lucratividade seja maior.

Em uma breve análise, o mercado do boi gordo teve uma reação positiva muito grande que começou em meados de 2019, fato ligado a melhora no consumo interno com a economia crescendo e, também. com habilitação de frigoríficos para exportação, sendo a China a principal demanda. Mas foi em novembro que tivemos a alta da arroba com uma velocidade que deixou até analistas sem ter o que falar. Quando comparamos o ano de 2019 com os anteriores, vemos que a arroba, na verdade, sofreu uma correção que há quase 5 anos não acontecia. Diante disso, apesar da pressão de queda em janeiro, a arroba terminou com alta de 27%, quando comparado com o mesmo período do ano anterior. Mas o que isso quer dizer?

Bom, uma coisa é certa e está muito clara para os frigoríficos, pecuaristas e analistas do mercado: “a arroba não voltará para os patamares de R$ 150, assim como, também, não teremos preços de R$250“. Mas, o pecuarista está ganhando o jogo nesse momento, o pasto está favorável a retenção dos animais, os frigoríficos estão com escalas de abate defasadas e com estoques baixos. A junção desses fatores, aliados a um aumento da demanda interna com a chegada do carnaval e início das aulas é importante para o pecuarista estar mais firme nas negociações e apertar as margens da industria.

Agora vamos a pergunta: Onde se paga mais e menos pela arroba?

Não há dúvidas para ninguém que as praças de São Paulo, estão entre as principais para as melhores ofertas nos preços da arroba. Sendo ela utilizada como base para as demais praças do Brasil. Entretanto, não há regra que não permita valores negociados acima da média São Paulo em outros estados. Vamos falar de valores?

As cotações hoje, que estão com viés de alta, chegam a ser negociadas para São Paulo, com uma média de R$ 200 por arroba, segundo o último levantamento do AgroBrazil, parceiro do Compre Rural. Hoje, temos pecuaristas negociando o boi Cota Hilton no valor de R$ 204/@ a prazo com 7 dias para pagar e data de abate para dia 07 de fevereiro.

Segundo os dados da Scot Consultoria, a arroba em São Paulo está cotada em R$ 197/@ a vista e R$ 199/@ com 30 dias para pagar. Esses são os maiores valores pagos pela arroba hoje. Mas as flutuações estão acontecendo e a pressão é de alta, já que os frigoríficos estão com escalas de abate defasadas.

Quando olhamos para o lado mais apertado, ou seja, onde se paga menos pela arroba, acabamos encontrando uma diferença de mais de 18% a menos para os estados do Acre e Rondônia, quando comparado com o preço em São Paulo.

A arroba do boi gordo à vista fechou janeiro sendo vendida a R$ 157,44, em média, nos principais municípios de Rondônia, conforme cotação da Entidade Autárquica de Assistência Técnica e Extensão Rural do Estado (Emater-RO).

O melhor preço de mercado está em Pimenta Bueno, na Zona da Mata. No município a arroba custa R$ 162. A pequisa de preços refere-se ao preço médio pago diretamente ao produtor rural.

Abaixo, confira o preço da arroba do boi gordo à vista nas principais regiões, segundo a Emater:

Boi gordo à vista em Rondônia

MunicípioPreço da arroba
Guajará-MirimR$ 156,00
AriquemesR$ 156,12
JaruR$ 150,00
Rolim de MouraR$ 156,80
Machadinho D’OesteR$ 159,00
Ouro PretoR$ 160,00
Ji-ParanáR$ 158,00
CacoalR$ 159,00
Pimenta BuenoR$ 162,00
Preço médio: R$ 157,44

Fonte: Emater-RO

Como fica a cotação nos outros estados?

A tabela abaixo foi extraída da Scot Consultoria e sofre alteração ao longo do dia e da semana, por tanto, fique atento as datas e para saber mais, clique aqui!

Confira uma tabela atualizada (05/02/2020) dos preços que os pecuaristas declararam nos relatórios de abate do Grupo Pecuária Brasil (GPB), é possível identificar uma variação de pelo menos 10% nos machos.

Fonte: GPB

Diante de tudo, fique de olho no mercado e esqueça as especulações. O Compre Rural utiliza informações sérias, seguras e confiáveis de parceiros que estão no mercado do boi com anos de experiência. Todos os dias as informações são veiculadas e trazem em primeira mão o que há de novidade no mercado. Agradecemos o apoio e a participação de todos os pecuaristas, frigoríficos, analistas e participantes da cadeia da carne.

?? Vamos em frente, vamos pra cima pecuária! ??

Todo o conteúdo áudio visual do CompreRural está protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral, sua reprodução é permitida desde que citado a fonte e com aviso prévio através do e-mail jornalismo@comprerural.com