PARTILHAR

Grupo Pecuária Brasil confirma boi a R$ 210 em São Paulo, com ganho de R$ 10 sobre a média; valores vem ganhando força ao longo das semanas.

O mercado do boi ignorou os dados fracos de exportações de janeiro divulgados ontem (menos 21,35 em volume e 2,50% menor em preço/tonelada) e seguiu sua trajetória de recuperação das cotações sentidas há uma semana do fim do mês passado. Nesta terça (4), há relatos de negócio a R$ 210,00 em São Paulo.

A informação sobre o salto de praticamente R$ 10,00 foi distribuída por Oswaldo Furlan, um dos coordenadores do Grupo Pecuária Brasil (GPB), que após solicitação de Money Times informou o número de 350 cabeças, boiada nelore, da região de Marília para morrer na região de Bauru. Mais: peso vivo, na balança da fazenda, e preço à vista.

Com mercado interno mais ativo e fartura restrita de animais, @ se mantém em torno dos R$ 200,00 à vista (imposto do produtor). Acima das referências de balcão de algumas consultorias em até R$ 10,00.

Para lotes menores e de animais com acabamento mais acanhado na faixa dos R$ 196,00. Este alinhados à média do boi Cepea/Esalq, que fechou a véspera neste valor.

O sentimento quanto ao recuo das exportações já era fato desde a queda das cotações no início de janeiro, mais ainda com a China ausente. O mercado passou a trabalhar com as expectativas no mercado interno, inclusive porque a eclosão do coronavírus torna mais incerto ainda o timing da volta chinesa às compras.

Todo o conteúdo áudio visual do CompreRural está protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral, sua reprodução é permitida desde que citado a fonte e com aviso prévio através do e-mail jornalismo@comprerural.com

PARTILHAR
Portal de conteúdo rural, nosso papel sempre será transmitir informação de credibilidade ao produtor rural.