Brasil poderá sofrer com falta de RoundUp, veja!

PARTILHAR
Marca comercial do glifosato, herbicida da Bayer também enfrenta problemas por falta de matéria prima na China (Foto: REUTERS / Mike Blake)

Furacão atingiu a planta da Bayer nos EUA, de acordo com a empresa, o herbicida à base de glifosato teve sua produção temporariamente impactada depois da passagem do furacão Ida.

Uma passagem do furacão Ida pelo Sul dos Estados Unidos deve tornar temporariamente mais difícil a vida dos produtores rural que depende do uso do RoundUp, da Bayer. O herbicida à base de glifosato teve sua produção interrompida no estado americano do Texas, onde uma companhia mantém uma unidade principal que atende ao Brasil, um dos maiores consumidores mundiais do produto.

“Após a tempestade, mobilizamos uma equipe Bayer local para avaliar danos e executar os reparos em nossa planta produtiva. Desde então, a empresa tem trabalhado de forma diligente e segura para trazer de volta as operações da unidade o mais rápido possível”, diz a empresa, em nota.

“Dadas as variáveis ​​fora da planta que afetam a produção, bem como nossas próprias necessidades de reparos, ainda não é possível estabelecer um prazo exato em que esperamos que a produção seja retomada na unidade. A interrupção da planta de Luling tem curso para o Brasil ”afirma o comunicado divulgado pela Bayer.

O documento destaca ainda que “os desafios contínuos da cadeia de abastecimento global criados pela Covid-19 ea forte demanda contínua por glifosato criar um cenário desafiador” e que a empresa já vinha “envidando esforços” para garantir o abastecimento do produto no país.

Segundo a Bayer, a interrupção da planta tem implicações para o Brasil, um dos maiores consumidores do herbicida em todo o mundo.

Além da paralisação de sua unidade nos Estados Unidos, a Bayer também enfrenta dificuldades para adquirir a principal matéria prima para produção do glifosato, uma molécula chamada Isopropilanina e cuja produção está concentrada na China. O país detém 90% da produção mundial e tem reduzido sua oferta desde o ano passado.

“Frente a esse evento para nosso controle, a Bayer no Brasil está representando um plano de mitigação para administrar os impactos de fornecimento e acesso seus parceiros e clientes no país buscando alternativas”, afirma a Bayer em seu comunicado.

“Os desafios contínuos da cadeia de abastecimento global criados pela covid-19 e a forte demanda contínua por glifosato criaram um cenário desafiador”, complementa.

Ainda segundo a empresa, a Bayer no Brasil “está executando um plano de mitigação para administrar os impactos de fornecimento e acessará seus parceiros e clientes no país buscando alternativas”.

Todo o conteúdo áudio visual do CompreRural está protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral, sua reprodução é permitida desde que citado a fonte e com aviso prévio através do e-mail jornalismo@comprerural.com

PARTILHAR
Portal de conteúdo rural, nosso papel sempre será transmitir informação de credibilidade ao produtor rural.