Campeões de cocho da raça Angus serão conhecidos

Campeões de cocho da raça Angus serão conhecidos

PARTILHAR
Foto: Felipe Rosa

Angus e Embrapa anunciam campeões de Eficiência Alimentar em Dia de Campo Virtual; 18 animais estão na disputa que considera várias características

A Associação Brasileira de Angus e a Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) anunciam, no dia 29 de setembro, os touros campeões da Prova de Eficiência Alimentar 2020 (PEA). Em função da pandemia, os resultados serão divulgados em Dia de Campo Virtual transmitido de forma simultânea pelos canais de YouTube da Angus e da Embrapa, a partir das 19h. Além do grande anúncio, que promete mobilizar os criatórios de Angus, a programação ainda inclui palestras técnicas sobre nutrição animal e melhoramento genético a serem ministradas pelos pesquisadores da Embrapa Pecuária Sul Renata Suñé e Marcos Yokoo.

Ao todo, 18 animais estão na disputa que considera características como Consumo Alimentar Residual (CAR), Ganho de Peso Residual (GPR), Consumo e Ganho de Peso Residual (CGPR), Ganho de Peso (GMD), Área de Olho de Lombo (AOL), Espessura de Gordura Subcutânea na Picanha (EGP), Espessura de Gordura Subcutânea de Costela (EGS) e Perímetro Escrotal. O objetivo, explica o gerente de Fomento da Angus, Mateus Pivato, é identificar os exemplares mais eficientes para produção de carne, ou seja, que comem menos e têm um aproveitamento melhor do alimento. “Isso também significa identificar exemplares que geram menos gases de efeito estufa e menos dejetos para o ambiente”, completa.

A prova iniciou-se em 15 de julho e encerra-se no dia 23 de setembro, em um total de 70 dias de avaliação nas instalações da Embrapa Pecuária Sul, em Bagé (RS). O teste de 2020 contou com exemplares da Cia Azul Agropecuária, GAP Genética e Rincon Del Sarandy, todas de Uruguaiana (RS); LS Guarita, Cabanha Santo Antão e Fazenda Reconquista, de Alegrete (RS); além de Progresso do Tarumã, de Manoel Viana (RS), Fazenda da Barragem, de Dom Pedrito (RS), Fazenda Sinuelo, de Aceguá (RS), Tólio’s Farm, de Formigueiro (RS), e Cabanha Santa Nélia, de Jaguarão (RS).

Para o presidente da Associação Brasileira de Angus, Nivaldo Dzyekanski, o teste é tendência em uma pecuária moderna e sustentável. “Selecionar nossos exemplares para essas características é mais um passo rumo a rebanhos mais eficientes e de excelência, e isso é pensar na preservação do meio ambiente”, afirma.

A prova consiste em sujeitar animais de diferentes genéticas e criatórios a um mesmo ambiente e com a mesma alimentação por um período de tempo pré-determinado. “Na medida em que esses touros têm a oportunidade de serem difusores da raça em diversos rebanhos e criatórios do Brasil, essa é uma forma de fazer o melhoramento da raça no quesito de eficiência alimentar”, afirma Renata Suñé.

Segundo o coordenador da Prova de Eficiência Alimentar (PEA) e analista da Embrapa Pecuária Sul, Roberto Collares, o teste está alinhado com as exigências atuais de, cada vez mais, buscar eficiência nas mais diversas áreas. “Esse evento tem como escopo mostrar as pesquisas em provas de avaliação genética em eficiência alimentar, tecnologia moderna, com objetivo de identificar nos reprodutores essa importante característica que será transferida para sua progênie, contribuindo sobremaneira para o melhoramento genético das raças de bovinos de corte”, ressalta.

Todo o conteúdo áudio visual do CompreRural está protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral, sua reprodução é permitida desde que citado a fonte e com aviso prévio através do e-mail jornalismo@comprerural.com

PARTILHAR
Portal de conteúdo rural, nosso papel sempre será transmitir informação de credibilidade ao produtor rural.