“Cruzamento” de vaca com um bode, veja o vídeo!

PARTILHAR

Conhecido como Takin-Dourado, ele parece um cruzamento de uma vaca com um bode; Conheça as características e veja o vídeo desse bovinos que chama atenção!

Escondidos na superfície montanhesca do Himalaia, uma espécie curiosa de grandes ruminantes chifrudos aproveita as tardes para se alimentar de capim: os takins-dourados, também chamados de Boi de camurça ou cabra-gnu. Durante séculos, esses animais se mantiveram afastados dos seres humanos. Conheça tudo sobre esse animal!

O Takin-Dourado é uma criatura extremamente misteriosa quando se olha pela primeira vez, um visual que pode ser descrito como um híbrido de bode, vaca e até mesmo antílope. Eles possuem um belíssimo casaco de pele dourado, essas criaturas têm um corpo bastante robusto, quatro pernas curtas, focinhos longos e cascos de dois dedos.

Um takin-dourado chega a pesar 350 kg na fase adulta e pode medir cerca de 2,2 metros de comprimento, conferindo-lhe uma aparência imponente. Naturais das regiões montanhosas da Índia, Butão e Myanmar, esses ruminantes são muito charmosos.

Pesquisas mais recentes na mitocondria mostram uma relação mais próxima com os ouvinos (ovelha). Sua semelhança física com o muskox é, portanto, um exemplo de evolução convergente. Mesmo tendo características de diversas outras criaturas, o takin-dourado está mais alinhado geneticamente com as ovelhas selvagens.

Sua pelagem espessa de lã que varia entre o marrom-avermelhado ao branco-dourado — sendo a última seu traço mais notório e brilhante. O Takin Dourado lembra o gnu ou o boi-almiscarado. Os chifres de secção triangular têm a forma de ferradura. Achatados sobre a cabeça curta, eles apontam para trás.

O corpo é robusto e musculoso, a cabeça é grande e distinta por seu focinho alongado, os chifres também são relativamente grandes e podem atingir até 64 cm, e ambos os sexos os possuem. A pelagem e longa e clara e possuí uma mancha escura no dorso, e os machos têm rostos escuros.

Ao invés de glândulas de feromônios localizadas, os takins secretam uma substancia oleosa e de cheiro forte em todo o corpo. Esta é a provável rasão da aparência inchada do rosto do animal. Devido a está característica, o biólogo George Schaller o comparou com um alce.

Takin Dourado, como é conhecido, possui quatro subespécies são: B. t. Taxicolor, o Mishmi takin; B. t. bedfordi, Shaanxi takin ou golden takin; B. t. tibetana, takan tibetano ou sichuan; e B. t. Whitei, o Bhutan takin.

Até a época do acasalamento, vivem em rebanhos de 200 a 300 animais. Então, após furiosas lutas entre si, cada macho sai com seu pequeno grupo de fêmeas. O Takin Dourado é o animal nacional do Butão.

Resumo – Takin Dourado (Budorcas bedfordi)

ClasseMammalia
OrdemArtiodactyla
SubordemRuminantia
Infraordem: Pecora
FamíliaBovidae
SubfamíliaAntilopinae
Tribo: Caprini
Gênero: Budorcas (Hodgson, 1850)
EspécieBudorcas bedfordi (Hodgson, 1850) – Takin Dourado.

Características

Comprimento: 1,80 m, mais 15 a 20 cm de cauda.
Altura da Cernelha: 1,00 a 1,30m
Peso: até 280 kg
Tempo de Vida: 16 anos
Nariz redondo
Macho e fêmea apresentam chifres

Todo o conteúdo áudio visual do CompreRural está protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral, sua reprodução é permitida desde que citado a fonte e com aviso prévio através do e-mail jornalismo@comprerural.com