Morre um dos maiores nomes da Raça Devon, veja!

Morre um dos maiores nomes da Raça Devon, veja!

PARTILHAR

Morre aos 85 anos o pecuarista Ozório Freitas Oliveira; Apaixonado pela raça Devon, Ozório dedicou grande parte de sua vida à pecuária de corte do Rio Grande do Sul.

Faleceu nesta segunda-feira, 5 de abril, o pecuarista Ozório Freitas Oliveira, de 85 anos, segundo as informações ele foi vítima de uma parada cardíaca. Um dos maiores nomes da raça Devon no Brasil, pecuarista dedicado deixou um grande legado na pecuária.

A notícia foi veiculada pelo Núcleo de Criadores Devon e Bravon de Encruzilhada do Sul, em suas redes sociais as homenagens e repertório mostram a grande pessoa que era Ozório Freitas. Ele deixa a esposa Sueli, as filhas Zaira e Regina, os netos Everton, Tatiele e Eduarda e as bisnetas Sofia e Alice.

Natural de Encruzilhada do Sul, Ozório dedicou grande parte de sua vida à pecuária de corte do Rio Grande do Sul. “Meu avô sempre foi um homem muito campeiro, sendo reconhecido por todos pela educação e caráter. Gostava muito da raça Devon, o que nos influenciou a iniciar em 2019 a seleção de animais PO na Cabanha Boeck, onde ele trabalhou por muitos anos”, conta Everton Oliveira Boeck, titular do criatório gaúcho que também seleciona equinos da raça Crioulo.

O Núcleo Devon e Bravon de Encruzilhada do Sul lamenta profundamente pelo falecimento ocorrido no dia de hoje do Sr. Ozório Freitas Oliveira.

Ele era um verdadeiro apaixonado pela raça Devon, e estava sempre apoiando a Cabanha Boeck, que pertence ao seu neto. Em nota, o Núcleo Devon e Bravon de Encruzilhada do Sul (NCDBE) lamentou profundamente pelo falecimento do sr. Ozório Freitas Oliveira.

“Um apaixonado pela raça Devon, costumava visitar a Cabanha Boeck sempre no intuito de apoiar o seu neto no empreendimento. É mais um gaúcho de puro cerne que encilhou as nuvens mas que deixa um lindo legado aos seus familiares. O NCDBE estende o seu pesar a todos familiares e amigos”, manifestou a entidade em suas redes sociais.

As últimas homenagens a Ozório Freitas Oliveira e os atos fúnebres ocorreram no município de Encruzilhada do Sul.

Sobre a Raça Devon

“O Devon está entre as raças de corte mais antigas que existem no mundo. Quando se fala em Devon, ao invés de séculos deveríamos nos referir a milênios. Clive Thorton no seu livro “Os Rubis Vermelhos – A história do Gado da Raça Devon – buscou evidências que datam de 7.000 a 10.000 anos atrás, quando os Fenícios estiveram na Europa, entrando pela península Ibérica, e ocupando também o sudoeste da Inglaterra.

Assim, é uma raça que foi submetida a uma seleção rigorosa durante muito tempo, tendo que competir sempre com as raças que surgiram mais tarde. Somente o fato de ser uma raça muito antiga já nos remete para sua capacidade de adaptação aos diferentes ambientes através dos tempos. E adaptação é um ponto forte no Devon, sem dúvida”.

Devon no Brasil

Os primeiros exemplares P.O. Devon, vieram para o Brasil em 1906, importados da cabanha Lorrine do Dr. G.J French do Uruguai. Foi Joaquim Francisco de Assis Brasil (1857-1938) quem importou as primeiras quarenta novilhas Devon, e mais tarde importou outros animais diretamente da Inglaterra. Foram enviados para a sua Estância em Pedras Altas e depois para Alegrete, ambas no Rio Grande do Sul.

Todo o conteúdo áudio visual do CompreRural está protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral, sua reprodução é permitida desde que citado a fonte e com aviso prévio através do e-mail jornalismo@comprerural.com