Morre um dos maiores nomes do Cavalo Crioulo

PARTILHAR
Imagem: Divulgação/ABCCC

Raça Crioula em luto se despede de Vilson Souza, o Ginete do Século; Ele faleceu, com 86 anos, deixando um legado de referência e exemplo a outros ginetes e criadores. Veja a sua história!

É com um imenso pesar que a Associação Brasileira de Criadores de Cavalos Crioulos (ABCCC) comunica a perda de um verdadeiro ícone da história da raça Crioula: Don Vilson Chalart de Souza, que nos deixou neste sábado (5), aos 86 anos.

O Ginete do Século, como também foi conhecido e homenageado em sua trajetória, fez história ao ser o primeiro ginete campeão do Freio de Ouro, em 1982, na companhia do cavalo Itaí Tupambaé. Precursor de uma era, seguiu sendo referência e exemplo a tantos outros ginetes, criadores e demais envolvidos com o Cavalo Crioulo desde então.

Além da vitória em 1982, outros títulos e momentos marcantes fizeram parte da memória que agora permanecerá sendo lembrada. Vilson Souza conquistou um total de cinco Freios de Ouro, quatro Freios de Prata e dois Freios de Bronze. Conquistas que o tornaram influência para a comunidade crioulista, tamanha importância que, desde 2006, a premiação entregue ao Ginete do Ano (dada aos competidores que se destacaram na temporada) leva o seu nome: troféu Vilson Souza.

Os momentos de homenagem e colaboração com a raça não pararam, já que Don Vilson sempre foi uma figura presente nas atividades da raça, demonstrando sempre a sua paixão pelo Cavalo Crioulo. Entre eles, destacamos a participação do ginete no desfile em comemoração aos 85 anos da ABCCC, no ano de 2017, onde recebeu também o troféu “Alexandre Crespo – Que Momento”, dedicado a pessoas que deixaram sua colaboração para a raça.

No ano passado, a Exposição Vilson Chalart Souza – 85 anos de amor ao Cavalo Crioulo, realizada em Bagé/RS, resgatou e celebrou sua trajetória. Também em 2019, o nome do Ginete do Século foi estampado na Parede da Fama do Cavalo Crioulo, no Parque de Exposições Assis Brasil, em Esteio/RS. Além disso, uma biografia está prestes a ser lançada. A obra “Coração de Cavaleiro – a arte de Vilson Souza” é escrita por Renato Dalto e curada por seu neto, Pablo Alves.

A Associação oferece seus pêsames e conforto aos familiares e amigos de Don Vilson, homenageando a sua trajetória e fazendo o mais sincero agradecimento a toda a contribuição feita pelo ginete em prol do Cavalo Crioulo, com o sentimento de que a sua história jamais será esquecida pela nossa comunidade.

Em razão da situação vivida em decorrência da pandemia de Covid-19, não haverá cerimônia de despedida. Contando com a compreensão e respeito aos familiares neste difícil momento, informamos que o sepultamento ocorrerá na cidade de Bagé/RS, mas sem o acompanhamento de público.

A Associação convida a todos para seguirem acompanhando as homenagens a Don Vilson Souza que seguirão sendo feitas nas nossas mídias oficiais no decorrer deste domingo (6), unindo a comunidade crioulista em um grande momento de gratidão à sua memória.

Relembre algumas homenagens e conteúdos que regastam a história de Don Vilson Souza:

Vídeo da campanha “Mais que Uma Raça, Um Estilo de Vida”, produzida pela ABCCC em 2015, e também exibida durante a abertura oficial da Final do Freio de Ouro daquele mesmo ano:

Em 2017, durante sua participação no desfile de 85 anos da ABCCC, Vilson recebeu o troféu “Que Momento – Alexandre Crespo”, entregue pela Associação (aqui, das mãos do então presidente e amigo, Eduardo Suñe)

Em 2018, o Núcleo de Criadores do Rio de Janeiro, que leva o nome de Vilson Chalart de Souza, inaugurou sua sede no município de Sapucaia com a presença de Don Vilson

Em 2019, o nome de Vilson Chalart de Souza foi eternizado na Parede da Fama do Cavalo Crioulo, em Esteio, na gestão do presidente Francisco Kessler Fleck

Em 2020, está em finalização o projeto para lançamento da biografia “Coração de Cavaleiro – a arte de Vilson Souza”, obra escrita por Renato Dalto e curada por Pablo Alves (neto de Vilson Souza)

Com informações da ABCCC

Todo o conteúdo áudio visual do CompreRural está protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral, sua reprodução é permitida desde que citado a fonte e com aviso prévio através do e-mail jornalismo@comprerural.com