Nova solução maneja plantas daninhas em vários cultivos

Nova solução maneja plantas daninhas em vários cultivos

PARTILHAR
soja plantada errado -- capim grande 1
Foto Ilustrativa

UPL, uma das quatro maiores empresas de soluções agrícolas do Brasil, lança solução inovadora para o manejo de plantas daninhas no cultivo de soja, milho e algodão

A UPL, uma das quatro maiores empresas de soluções agrícolas do Brasil, lança Lifeline-Sync – a primeira mistura de Glufosinato e S-Metolacloro do mercado nacional. O herbicida é indicado para o cultivo de soja, de milho e algodão. “A tecnologia presente na composição do produto é exclusiva, o que o torna inovador e eficaz: Lifeline-Sync não deixa o problema surgir na plantação, dando segurança e sossego ao agricultor”, afirma Ricardo Dias, gerente de herbicidas da UPL Brasil. “O produto reforça nosso já robusto portfólio. Assim, mais do que manejo de resistência, estamos oferecendo o manejo total das ervas daninhas.”

Lifeline-Sync é um herbicida com ação sistêmica e residual, recomendado para o pré-plantio da soja, do milho e do algodão, bem como para a pós-emergência inicial das plantas infestantes. Além disso, o herbicida é eficaz também para aplicações nas entrelinhas da cultura do algodão, por meio de jatos dirigidos.

“Esse novo produto evita a perda de produtividade por ‘mato-competição’ durante a implantação da cultura, assim como oferece excelência no controle de ervas daninhas resistentes ao glifosato – como o capim-amargoso e o pé-de-galinha. Tudo o isso com o benefício de que não existem registros de resistência ao glufosinato”, destaca Dias.

Lifeline-Sync é eficaz contra o capim amargoso (Digitaria insularis), o capim pé-de-galinha (Eleusine indica), o caruru (Amaranthus viridis) e a trapoeraba (Commelina benghalensis). É também indicado para o manejo de Euphorbia heterophylla (amendoim bravo ou leiteira) e Brachiaria plantaginea (capim marmelada ou papuã).

Todo o conteúdo áudio visual do CompreRural está protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral, sua reprodução é permitida desde que citado a fonte e com aviso prévio através do e-mail jornalismo@comprerural.com