ONG culpa consumo de carne pelos incêndios na Amazônia

ONG culpa consumo de carne pelos incêndios na Amazônia

PARTILHAR
Foto: Divulgação/PETA

ONG PETA, em defesa dos direitos dos animais, lança campanha acusando produção de carne de causar incêndios na Amazônia.

Aproveitando a visibilidade internacional que as queimadas na floresta amazônica alcançou, a ONG Peta, organização em defesa dos direitos dos animais, fará uma campanha chamando atenção para o alto consumo de carne e a agressividade da indústria agropecuária na região. A organização irá espalhar outdoors nos Estados Unidos para alertar sobre a ligação entre a produção de carne e a devastação das florestas. Na imagem, um boi destrói uma arara em uma floresta descampada.

“Comer carne mata mais animais do que você pensa. Fazendeiros ateiam fogo na Amazônia para criar animais. Seja vegano”, diz a campanha. A vice-presidente executiva da Peta, Tracy Reiman, destacou o consumo de carne em território americano. “A demanda de carne nos Estados Unidos e no resto do mundo é a causa dos incêndios mortais que roubam dos serem humanos e outros animais suas casas nas florestas tropicais e provocam mudanças climáticas”, afirmou.

Foto: Divulgação/PETA

ONG Peta vira alvo de críticas de defensores de direitos animais

O Peta, considerado por muitos um grande e importante grupo de defensor de direitos animais dos Estados Unidos, mata em média dois mil cachorros e gatos de seu abrigo a cada ano. E o abrigo consegue fazer poucas adoções: 19 animais em 2012 e 24 em 2011. Até a década passada, era comum os abrigos fazerem a chamada ‘eutanásia’ para diminuir o número de gatos e cães que não eram adotados.

Funcionários do Peta, cujo único abrigo fica em Norfolk, estado da Virgínia, dizem que os animais que eles resgatam estão em condições tão ruins devido aos maus tratos que “é melhor matá-los”. “É uma visão idealizada de quem nunca trabalhou em um abrigo achar que cada animal pode ser salvo”, diz Daphna Nachminovitch, vice-presidente do Peta para investigação de crueldade. “Eles não veem as terríveis dores físicas e emocionais que esses pobres cachorros e gatos podem sofrer.”

Mas agora quem protestava está sendo alvo de protestos, e o Peta se tornou a entidade mais criticada entre que apoiam os abrigos sem morte.

Todo o conteúdo áudio visual do CompreRural está protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral, sua reprodução é permitida desde que citado a fonte e com aviso prévio através do e-mail jornalismo@comprerural.com

PARTILHAR
Portal de conteúdo rural, nosso papel sempre será transmitir informação de credibilidade ao produtor rural.