Preço médio da saca de milho atinge R$ 69,00; Veja

PARTILHAR
Colheita de milho. Espiga de milho. Grãos. Colheitadeira
Foto: Wenderson Araujo/Trilux

As cotações do cereal na CME – Group corrente subiram 3,57% no comparativo semanal; Preço médio da saca de milho atinge R$ 69,00!

O preço médio do milho disponível em Mato Grosso teve aumento de 1,57% em relação à semana passada e o indicador IMEA ficou cotado na média de R$ 69,84/saca informou, há pouco, o Instituto Mato-grossense de Economia Agropecuária, no boletim semanal.

As cotações do cereal na CME – Group corrente subiram 3,57% no comparativo semanal. Com isso, o preço médio do cereal norte-americano ficou em US$ 5,18/bushel

A diferença entre as cotações do grão na CME e o indicador IMEA se estreitou  20,83% no comparativo semanal. Com isso, o milho em Mato Grosso está R$ 5,38/saca mais valorizado

Agricultura confirma que governo vai zerar PIS / Cofins na importação do milho

O Ministério da Agricultura confirmou na sexta-feira (17/9) que o Ministério da Economia vai zerar a cobrança de PIS / Cofins na importação de milho, atendendo ao pedido da Agricultura. 

“O Ministério da Agricultura solicitou ao Ministério da Economia um estudo sobre PIS e Cofins na importação do milho e obteve a notícia de que esse imposto será zerado. É, sem dúvida alguma, uma ótima notícia para todos nós, porque proporcionará queda do preço do milho em torno de R $ 9 por saca “, disse o secretário executivo da pasta, Marcos Montes, em vídeo publicado na página do ministério no Twitter.

Montes afirmou que a medida, associada a outra posição anterior, como isenção do imposto de importação do milho e possibilidade de importação de cereal transgênico dos Estados Unidos para alimentação animal, vai “melhorando um pouco a situação” decorrente da “seca grave” e, consequentemente , da quebra “importante” da produção de milho.

“Estamos preocupados com o nosso produtor, sim, mas também com nosso consumidor, que infelizmente vem pagando um preço alto do milho. Essas medidas tendem a amenizar um pouco a situação”, concluiu.

Na quinta-feira à noite, reportagem informou que decreto do presidente Jair Bolsonaro, publicado no dia seguinte, no Diário Oficial da União, elevará a alíquota de IOF sobre operação de crédito para pessoas jurídicas e físicas entre 20 de setembro a 31 de dezembro de 2021.

Segundo o comunicado da Secretaria-Geral da Presidência da República, a arrecadação adicional, calculada em R $ 2,14 bilhões, ajudará a zerar a alíquota de PIS / Cofins que incidia sobre a importação de milho, bem como bancar a ampliação do Bolsa Família , rebatizado de Auxílio Brasil, e elevar a cota de importação de bens essenciais à ciência e tecnologia. Por se tratar de decreto, conforme as alterações do IOF entram em vigor imediato.


Todo o conteúdo áudio visual do CompreRural está protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral, sua reprodução é permitida desde que citado a fonte e com aviso prévio através do e-mail jornalismo@comprerural.com

PARTILHAR
Portal de conteúdo rural, nosso papel sempre será transmitir informação de credibilidade ao produtor rural.