Rebanho de 370 bovinos são largados e morrem de fome

PARTILHAR

Segundo as divulgações o fazendeiro foi multado em R$ 35 mil reais e vai responder também por maus tratos; Cerca de 370 cab foram encontradas!

Policiais militares ambientais encontraram 70 animais em estado deplorável em uma fazenda no município de Três Lagoas. Depois de denúncias de maus tratos, os militares foram até o local e encontraram 70 cabeças de gado sem alimento. Quatro deles morreram desnutridos.

A PMA recebeu denúncias de possíveis maus-tratos a animais, em virtude de abandono de gado sem pastagem, em uma fazenda no município de Três Lagoas, localizada a 50 km da cidade de Inocência, no sentido Água Clara. 

A cena foi presenciada ontem (30). A polícia verificou que a pastagem estava totalmente degradada, em grande parte, não tinha nem o que o gado retirar de alimento. No total, a fazenda tinha 370 cabeças de gado entre vacas, novilhas e bezerros.

A PMA foi ao local ontem, confirmou a denúncia e verificou tratar-se de uma fazenda arrendada a um homem de 53 anos, residente em Três Lagoas. A equipe verificou que a pastagem estava totalmente degradada, em grande parte apresentando somente a terra nua sem gramínea e o gado praticamente não conseguia mais retirar alimento.

Um funcionário informou que até era colocado feno para os animais, mas numa quantidade muito inferior ao necessário. A propriedade era arrendada a um homem de 53 anos, que mora em Três Lagoas.

Na propriedade havia 370 cabeças de gado, entre vacas, novilhas e bezerros. 70 animais estavam extremamente debilitados e quatro estavam mortos pela desnutrição. Segundo o funcionário da fazenda, deixou-se a pastagem se degradar e o gado estava se definhando.

Nos barracões, os policiais encontraram apenas três sacas de proteínas e 25 sacas de sal, mas não havia nada para o gado nos coxos. PMA verificou que o funcionário até colocara algum feno para o gado, mas em quantidade muito inferior ao necessário e não era continuada a disponibilidade de alimento.

Em contato com o proprietário, ele informou que levaria alimento hoje aos animais.

Além da falta de comida, os animais tinham acesso a áreas protegidas de matas ciliares e veredas, que são APP (Áreas de Preservação Permanente). Com o pisoteio do gado, a área também estava sendo prejudicada.

Além disso, os animais tinham acesso a áreas protegidas de matas ciliares e veredas (Áreas de Preservação Permanente – APP) e o pisoteio estava prejudicando os locais. O infrator também foi notificado a remover o gado das áreas protegidas por Lei.

Ele foi autuado administrativamente e foi multado em R$ 35.000,00 por maus tratos aos animais. O autuado também responderá por crime ambiental de maus-tratos, com pena de três meses a um ano de detenção.

PARABÉNS! A Polícia Militar completa 185 anos de criação e nós celebramos esta data reafirmando o compromisso de proteger a sociedade sul-mato-grossense.

Todo o conteúdo áudio visual do CompreRural está protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral, sua reprodução é permitida desde que citado a fonte e com aviso prévio através do e-mail jornalismo@comprerural.com