Recorde de preço da arroba deve ser visto essa semana

Recorde de preço da arroba deve ser visto essa semana

PARTILHAR
Confinamento e Boitel VFL BRASIL. Foto: Marcella Pereira

Seguindo a tendência da semana, onde os preços terminaram em alta, com negócios com preços recordes sendo concretizados pelas praças do Brasil.

Ao longo da última semana, os preços do boi gordo reagiram praticamente em todos as praças pecuárias do Brasil. O forte movimento de alta é resultado da grande escassez de boiadas prontas abate e, ao mesmo tempo, da grande procura por parte dos frigoríficos, que, embora se deparem com um menor volume de vendas de carne para o mercado interno, continuam ativos nas aquisições de gado para atender compromissos de exportação.

Conforme analise de perspectiva para a semana, permanece uma tendência de aumento pontual nos preços, apoiada na expectativa de reação no consumo doméstico. Já as exportações seguem com volumes expressivos, diante de um grande apetite por proteína animal brasileira por parte da China.

Fechamento da Semana

Os preços do boi gordo dispararam no mercado físico brasileiro nesta semana, subindo R$ 7 na praça de São Paulo, segundo acompanhamento da consultoria Safras.

Segundo as informações dos pecuaristas no app da Agrobrazil, os negócios informados tiveram uma alta nos preços, independe da praça observada, os frigoríficos ofertaram melhores preços.

Para a boiada Padrão China, pecuaristas de Brasilândia de Minas/MG, informaram preços de R$ 210/@ com prazo de 30 dias para pagamento e abate para o dia 24 de junho. Comparando o mercado interno com mercado externo, em Indiaporã/SP, o valor de R$ 215/@ à vista com abate para o dia 22 de junho, Mercado Interno. Já o Boi China em Luís Antônio/SP, o preço foi de R$ 215/@ com 30 dias de prazo e abate para o dia 23 de junho.

Veja o comparativo da arroba do boi gordo em 12 e 19 de junho:

  • São Paulo: passou de R$ 202 para R$ 209
  • Goiânia (GO):  passou de R$ 195 para R$ 200
  • Uberaba (MG): passou de R$ 198 para R$ 204
  • Dourados (MS): passou de R$ 186 para R$ 200
  • Cuiabá (MT): passou de R$ 175/R$ 176 para R$ 183

Perspectivas para o mercado do boi

O analista de Safras & Mercado Fernando Henrique Iglesias afirma que os frigoríficos continuaram trabalhando com escalas de abate apertadas, enquanto a disputa por animais que cumprem os requisitos para exportação à China permanecu acirrada, principalmente em São Paulo. “No geral, a oferta de animais terminados segue restrita, fator que vai oferecendo um importante ponto de sustentação aos preços domésticos”, diz.

Segundo o analista da Agrifatto Yago Travagini, o setor vai ter uma oferta bem mais restrita este ano em comparação com o ano passado, o que pode fazer com que os preços subam ainda mais nos próximos dias.

Com a oferta de animais a pasto segue cada vez mais escassa, os preços para a arroba podem voltar aos patamares observados no final do ano passado ao redor de R$ 240,00/@. Diante da cotação do dólar, as indústrias frigoríficas que atuam com exportação têm margens para ofertar preços maiores para a arroba.

Todo o conteúdo áudio visual do CompreRural está protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral, sua reprodução é permitida desde que citado a fonte e com aviso prévio através do e-mail jornalismo@comprerural.com