Veterinário salva cavalo depois de injeção mal aplicada

Veterinário salva cavalo depois de injeção mal aplicada

PARTILHAR
cavalo se recupera de aplicacao errada de medicacao na tabua do pescoco
Foto: Ruben Estrada

As imagens são fortes, mas tem cunho educativo; entenda o que uma injeção feita de forma incorreta e/ou sem orientação adequada podem causar

As imagens são fortes, porém tem um fim educativo. É esse tipo de resultado que você colhe quando você, sem a supervisão de um profissional capacitado, pode levar seu animal a óbito. As imagens vem do país vizinho, Colombia, quem as divulgou foi o Médico Veterinário Ruben Estrada. Segundo ele as imagens mostram um quadro de uma evolução cicatricial de um cavalo que sofreu uma MIONECROSE CLOSTRIDIAL (morte muscular local) após uma injeção intramuscular de fenilbutazona.

A fenilbutazona, segundo a bula do medicamento, é indicada no tratamento do processo inflamatório, febre e dor, em equinos. Apresenta ação anti-inflamatória, analgésica e antipirética e deve ser aplicado pela via intravenosa lenta e nunca ultrapassar a dosagem de 4,0 g por animal/ dia. Somente o médico veterinário está apto a fazer alterações nas dosagens do produto. O uso do medicamento sem acompanhamento, pode causar discrasias sanguíneas graves. Não deve ser administrado perivascularmente, podendo causar flebites e necroses.

Quem fez a publicação no Brasil foi a página do Facebook Medicina Veterinária Brasil, eles fizeram o seguinte comentário – “Quero fazer um reconhecimento público de seus proprietários, que não pouparam esforços para avançar, apesar do mau prognóstico e da possibilidade de morte do paciente no processo, todos os recursos necessários foram esgotados para que a vida de seu amado Titã de Mantiales prevaleça”.

Importante ressaltar a importância de procurar um médico veterinário para medicar seus animais, esse é um exemplo claro que o barato pode sair caro.

“A aplicação de medicamentos em qualquer espécie animal pode ser motivo de graves consequências para a vida do mesmo. Diversos casos dentro da Medicina Veterinária são anualmente relatados, como a morte do paciente, ou longos e dispendiosos tratamentos, por erro na aplicação de medicamentos por falta de conhecimento técnico e farmacológico que somente o Médico Veterinário possui e adquire ao longo de 5 extenuantes anos de estudo e estágios.

No caso em pauta, aparentemente houve uma contaminação por bactérias no ato de aplicação de um medicamento anti-inflamatório, sabidamente indicado para uso intravenoso. A reação orgânica ao produto foi grave, causando necrose local e tecidos adjacentes. Importante sempre ter o Médico Veterinário realizando essas atividades ou sob sua supervisão e indicação, pois somente assim se garantirá a integridade da saúde animal. As imagens realmente são fortes, mas a dedicação do Médico Veterinário na recuperação deste equino foi decisiva para o sucesso e retorno do mesmo em suas atividades.” – Otávio Diniz, médico-veterinário e presidente da Comissão de Equideocultura do CRMV-SP.

Cuidado, as imagens são fortes:

processo de necrose - cavalo recuperado
Foto: Ruben Estrada

“Me parece que foi aplicada entre o couro e a carne e o próprio medicamento adverte que só pode ser ministrado na veia ou músculo pois pode acarreta necropsia do tecido. Parabéns ao veterinário que cuidou dele e ao dono pelo amor de ter tentado salva a vida do seu animal” – Wilck Peruna.

processo de necrose - cavalo recuperado
Foto: Ruben Estrada
processo de necrose - cavalo recuperado
Foto: Ruben Estrada
processo de necrose - cavalo recuperado
Foto: Ruben Estrada
processo de necrose - cavalo recuperado
Foto: Ruben Estrada
processo de necrose - cavalo recuperado
Foto: Ruben Estrada
processo de necrose - cavalo recuperado
Foto: Ruben Estrada
processo de necrose - cavalo recuperado
Foto: Ruben Estrada

Parabéns pelo empenho do profissional e dono em salvar a vida do animal.

Todo o conteúdo áudio visual do CompreRural está protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral, sua reprodução é permitida desde que citado a fonte e com aviso prévio através do e-mail jornalismo@comprerural.com

PARTILHAR
Portal de conteúdo rural, nosso papel sempre será transmitir informação de credibilidade ao produtor rural.