Vídeo: Pecuarista desesperado salva gado do fogo

Vídeo: Pecuarista desesperado salva gado do fogo

PARTILHAR
gado correndo do fogo
Foto: Divulgação

Incêndios por todo o Brasil retratam a grande seca que estamos passando este ano; pecuarista desesperado filma fuga dos animais de pasto com fogo

O vídeo abaixo está circulando nas redes sociais desta sexta-feira. É possível ver o gado fugindo do fogo que atinge uma pastagem seca e também o desespero de quem filma as imagens chocantes. A seca dos últimos meses também fez aumentar assustadoramente o número de queimadas em várias regiões do país.

Os meses de agosto e setembro são tradicionalmente os mais quentes e secos na região. Para piorar, a umidade relativa do ar está em 20%, nível de alerta pela Organização Mundial da Saúde.

O fogo não é mal visto apenas na agricultura. Na pecuária de pastagens cultivadas o fogo é considerado um inimigo de primeira ordem. A conta é simples: fogo significa prejuízo. Um solo queimado leva até 5 anos para recuperar a sua fertilidade e estrutura física, arduamente construída com rotação de culturas, adubação, plantio direto e demais tecnologias hoje utilizadas na pecuária que se pretende cada vez mais intensiva.

Tereza Cristina, da Agricultura, participou de uma audiência pública da comissão do Senado que acompanha ações de combate às queimadas no bioma. Para ela, o boi, por comer capim seco e inflamável, é o ‘bombeiro do Pantanal’.

“Aconteceu o desastre porque nós tínhamos muita matéria orgânica seca que, talvez, se nós tivéssemos um pouco mais de gado no Pantanal, isso teria sido um desastre até menor do que nós tivemos este ano”, afirmou a ministra na comissão que acompanha ações contra as queimadas no Pantanal.

“O boi é o bombeiro do Pantanal, porque é ele que come aquela massa do capim, seja ele o capim nativo ou o capim plantado, que foi feita a troca, é ele que come essa massa para não deixar como este ano nós tivemos. Com a seca, a água do subsolo também baixou os níveis. Essa massa virou um material altamente combustível”, completou Tereza Cristina.

Todo o conteúdo áudio visual do CompreRural está protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral, sua reprodução é permitida desde que citado a fonte e com aviso prévio através do e-mail jornalismo@comprerural.com

PARTILHAR
Portal de conteúdo rural, nosso papel sempre será transmitir informação de credibilidade ao produtor rural.