Bolsonaro se reúne com produtores gaúchos de leite

Bolsonaro se reúne com produtores gaúchos de leite

PARTILHAR
Foto: Joel Dalcin / Arquivo pessoal

Bolsonaro se reúne com produtores de leite em Bagé; Movimento Construindo Leite Brasil entrega carta ao presidente com reivindicações

Em sua visita a Bagé (RS), o presidente Jair Bolsonaro recebeu ofício com a pauta de reivindicações dos produtores de leite gaúchos. Eles pedem a ampliação do seguro Proagro para pastagem e silagem, entre outras atividades, na produção de leite e medidas do governo federal para o fortalecimento da cadeia leiteira.

O documento foi entregue durante encontro com os produtores Joel Dalcin, Rafael Hermann e Leonel Fonseca, coordenadores do Movimento Construindo Leite Brasil e da Associação de Construindo Leite. A audiência foi articulada pelo deputado federal Ronaldo Santini (PTB-RS), também membro da Frente Parlamentar da Agropecuária (FPA).

No ofício, os produtores ressaltam que o Rio Grande do Sul sofreu com uma estiagem prolongada desde o segundo semestre de 2019 e com as chuvas constantes neste ano. “Isso trouxe prejuízos aos produtores de leite”, assinalam. Em consequência disso, alertam, a repercussão na alimentação do gado leiteiro será sentida por mais tempo.

Esse cenário, pontuam o Movimento Construindo Leite Brasil e da Associação Construindo Leite, exigirá que os produtores se reorganizem, ajustando as matrizes e direcionando os investimentos à alimentação do gado, a fim de que tenham uma produção de leite de qualidade para distribuir à população.

Eles reivindicaram a Bolsonaro incentivos fiscais para o produtor de leite e desoneração a produção de leite. Pedem ainda antecipação do preço pago aos produtores de leite pelos laticínios, a fim de que possam saber quanto receberão no mês seguinte à entrega do produto, o que permitirá melhor planejamento de suas atividades.

Os produtores também pediram ao presidente incentivos às exportações de leite, regulação das importações, apoio do governo federal para aumentar o consumo de leite, fixação de metas governamentais para a cadeia produtiva leiteira e maior participação da base produtora no Comitê Técnico Consultivo do Leite e na Câmara Setorial da Cadeia Produtiva de Leite e Derivados do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento.

“Estamos satisfeitos com a atenção do presidente, disse Joel Dalcin, instantes após participaram do almoço com Bolsonaro, do qual participaram cerca de 80 pessoas, entre autoridades do governo federal, do Rio Grande do Sul e de Bagé e parlamentares municipais, estaduais e federais.

“Conseguimos passar um pouco dos anseios dos produtores de leite e entregamos a pauta, que serão encaminhadas”, pontuou Joel Dalcin. “Também conversamos com lideranças do governo e com deputados, visando o encaminhamento das pautas para tentar fazer com que as coisas aconteçam”, reforçou.

“Deu para vermos que o presidente Bolsonaro é comprometido não só com os produtores de leite, mas com o gaúcho e brasileiro. A gente sente que ele sabe que a base da nossa economia brasileira está no agronegócio”, frisou Rafael Hermann, que entregou o ofício com as reivindicações do setor a Bolsonaro.

Leonal Fonseca acrescentou: “Também conversamos com assessores do presidente Bolsonaro e deputado. Enfatizamos a necessidade de que essa mudança [para o setor leiteiro] venha acontecer. Eles sabem das dificuldades da cadeia leiteira, e a gente quer estar inserido no núcleo decisório político. Precisamos ter voz e vez. Vamos dialogar, opinar, dar sugestões e receber críticas, mas precisamos estar inseridos nesse contexto.”

Adaptado de João Carlos Rodrigues / AGROemDIA

Todo o conteúdo áudio visual do CompreRural está protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral, sua reprodução é permitida desde que citado a fonte e com aviso prévio através do e-mail jornalismo@comprerural.com

PARTILHAR
Portal de conteúdo rural, nosso papel sempre será transmitir informação de credibilidade ao produtor rural.