Pecuarista prova sucesso do canchim em cruzamentos

PARTILHAR
Pecuarista prova sucesso do canchim em cruzamentos
Foto: Divulgação

Pecuarista paulista tem grande desafio de fazer uma pecuária intensiva e lucrativa em região com o valor da terra altíssima e competitividade com outras atividades enorme

Nesta matéria vamos compartilhar com vocês um grande caso de sucesso de uma pecuária intensificada numa região do estado de São Paulo onde o valor agregado da terra é uma das maiores do Brasil e a competitividade com outras atividades é enorme e uma pecuária nesta região só se torna viável se o pecuarista for extremamente eficiente em sua intensificação, em seus apontamentos e na gestão de controles zootécnicos para poder se acercar de insumos de alta qualidade e confiabilidade.

A intensificação pecuária muitas vezes se faz necessário quando criador não tem outra alternativa, à não ser buscar o aumento de produção e produtividade em uma área menor, onde, principalmente o custo elevado da terra, força com que o pecuarista tenha que lançar mão de ferramentas para o aumento da eficiência e produzir um maior volume num menor espaço disponível.

Pecuarista prova sucesso do canchim em cruzamentos
Bezerra tricross com 4 meses a pasto e creep feeding , mãe 1/2 sangue Canchim x Nelore, pai touro Angus por IATF. Comparação com a bezerra ao lado mesma idade (bezerra 1/2 sangue nelore x Angus) / Foto: Divulgação

Porém a intensificação é um grande desfio e se não for encarada de modo extremamente profissional, o risco do insucesso pode ser gigantesco. Daí a importância do pecuarista ter uma boa base que sustente de forma segura todo este processo. Dentre as principais, estão a genética, o manejo nutricional e de pastagem, cuidados sanitários, gestão do manejo e controle de dados zootécnicos.

Podemos dizer que esta base citada acima são os insumos que o pecuarista tem que ter para alcançar os objetivos desejados. Gestão e manejo, são insumos que não se compram, mas se adquirem através do empenho e dedicação e o olhar atento do pecuarista.

Pecuarista prova sucesso do canchim em cruzamentos
Foto: Divulgação

Já os demais itens correlacionados à genética, manejo nutricional e sanitário podemos dizer que são insumos que se encontram disponíveis para compra no mercado e esses produtos tem que mostrar eficiência e trazer bons resultados ao pecuarista, caso contrário o risco do insucesso dentro do processo de intensificação pode aumentar.

Portanto pode se dizer que a gestão qualificada dos dados zootécnicos que apontam a eficiência dos insumos são o que vão determinar o sucesso de uma atividade.

Nesta matéria vamos compartilhar com vocês um grande caso de sucesso de uma pecuária intensificada numa região do estado de São Paulo onde o valor agregado da terra é uma das maiores do Brasil e a competitividade com outras atividades é enorme e uma pecuária nesta região só se torna viável se o pecuarista for extremamente eficiente em sua intensificação, em seus apontamentos e na gestão de controles zootécnicos para poder se acercar de insumos de alta qualidade e confiabilidade.

Daniel Siqueira, pecuarista e zootecnista por prática e paixão, administra uma propriedade familiar e compartilha conosco um pouco de suas experiências práticas de sua intensificação pecuária na Fazenda Santa Gertrudes que fica localizada em Itupeva, próximo à Campinas, São Paulo, uma região altamente industrializada.

Destaques do seu sistema:

  • O projeto de intensificação da fazenda Santa Gertrudes contempla em suas atividades a cria, recria e engorda de seus produtos;
  • Sua produção está focada em IATF com Angus em vacas Nelores e repasse das fêmeas com Touro Canchim e Touro Nelore. Nas fêmeas F1 Canchim x Nelore, faz a IATF com Angus e repasse com Nelore;
  • Nas fêmeas F1 Angus faz direto a cobertura a campo com touro Canchim.

Fazer o tricross em Matriz 1/2 sangue Canchim x Nelore, pra mim é o melhor cruzamento, analisa Daniel.

O pecuarista comenta que sempre teve interesse na raça Canchim, pois na sua visão, ela une todas as qualidades do Nelore com todo potencial produtivo e de desempenho das principais raças europeia aliando muita rusticidade, pelo curto, resistência ao calor e ectoparasitas, habilidade materna, precocidade sexual, ganho de peso, conversão alimentar e docilidade. Portanto Daniel conclui que se temos todas essas características em uma só raça, essa é a raça ideal para o Brasil.

Abaixo compartilhamos alguns comentários na íntegra do pecuarista sobre a decisão de se fazer os cruzamentos com o Canchim e um pouco de seus resultados alcançados:

“As novilhas foram o para semi-confinamento com pré-secado e sal proteinado de alto consumo Bellman, onde conseguimos o desempenho satisfatório com ganho de peso de 0,900 kg dia, o resultado econômico financeiro não foi tão bom quanto dos bois que foram aos 18 meses de idade com 14,5@ com suplementação proteica desde o creep feeding até ir para o confinamento Coplacana em sistema Boitel atingindo 1.7 kg ganho de peso diário, rendimento de Carcaça de 57% e peso de abate de 21@ aos 21 meses após 87 dias de confinamento gerando assim um ótimo resultado econômico/financeiro.”

“Eu tive um maior contato com a raça Canchim quando fui ajudar um amigo a fazer um lote de desmama e fiquei impressionado com o peso dos bezerros aos 8 meses, com machos pesando entre 230 a 250 kg e as fêmeas pesando entre 200 a 220 kg totalmente a pasto. Depois desse dia resolvemos comprar alguns touros Canchim para colocar nas vacas Nelores a campo, que por sinal tivemos um resultado muito bom. O touro acompanha bem as matrizes e tive uma taxa de 87% de prenhes fazendo estação de monta de 4 meses (novembro a fevereiro), não tivemos nenhum problema de parto e os bezerros nascem pequenos e se desenvolvem bem rápido, nosso resultado na primeira desmama do Canchim também foi excelente.”

Pecuarista prova sucesso do canchim em cruzamentos
Foto: Divulgação

O Canchim é ótimo para fazer o meio sangue com Nelore e as matrizes meio sangue deste cruzamento, considero que é uma matriz perfeita, muito dócil, com ótima habilidade materna e excelente precocidade sexual, pois aos 14 meses já estão atingindo peso para monta e muitas delas já ciclando e aqui em nossa propriedade esses animais já estão entrando em estação ainda tão jovens e ao meu ver com resultados satisfatórios atingindo índice de prenhes entre 50 e 60%.

Daniel vem adquirindo seus Touros Canchim nos Leilões da ESALQ – USP, uma renomada universidade que conta em seu corpo docente grandes professores e um centro de pesquisa muito dedicado e focado em busca constante por avanços tecnológicos na área agronômica e de zootecnia.

Pecuarista prova sucesso do canchim em cruzamentos

A raça Canchim ingressou no Centro de Pesquisa da ESALQ – USP na década 1980, onde numa iniciativa, criadores de todo o Brasil por meio da Associação Brasileira de Criadores de Canchim (ABCCAN) fomentou a doação das primeiras novilhas para a base do plantel de matrizes da Universidade que por muitos anos sediou grandes Provas de Ganho de Peso da raça sempre sob o comando do Professor Flávio Portella com o apoio da EMBRAPA pelas mãos do pesquisador Pedro Franklin Barbosa.

“A sociedade só tem a ganhar com o avanço pecuário que estas instituições trazem para o setor com investimentos e estudos em ferramentas que buscam aumentar a produtividade de nossos rebanhos e os resultados da Fazenda Santa Gertrudes sob o comando do nosso amigo Daniel que vem trocando experiências conosco nestes últimos tempos é um exemplo clássico dessa atuação e extensão da pesquisa entre o setor produtivo e a universidade” – concluiu Adriano Lopes, zootecnista responsável pelo Canchim ILMA.

Todo o conteúdo áudio visual do CompreRural está protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral, sua reprodução é permitida desde que citado a fonte e com aviso prévio através do e-mail jornalismo@comprerural.com