Como estruturar confinamento para 20 cabeças de gado

Como estruturar confinamento para 20 cabeças de gado

PARTILHAR
Foto: Arquivo pessoal do autor.

“Sou pequeno produtor, tenho um número pequeno de animais e quero confinar. Como estruturar o meu confinamento e ter lucro com ele?”

A decisão de confinar quando se tem um pequeno número de animais para terminação é sempre difícil.

É muito recorrente, durante as consultorias, o número de pecuaristas que pedem auxilio para poder estruturar um pequeno confinamento para terminar alguns animais. Esse fato me chamou bastante atenção, e afim de ter uma abrangência ainda maior sobre o tema, resolvi escrever essas recomendações para tentar ilustrar e ajudar os pequenos produtores nesse tema.

Vamos iniciar do básico, de forma que possamos entender o processo de um pequeno confinamento. Vamos deixar aqui uma ressalva que estamos fazendo os cálculos para um confinamento de 20 cabeças. E estamos assumindo que os animais já estão na propriedade.

Dimensionamento da estrutura

Hoje no Brasil, trabalhamos basicamente com dois tipos de confinamento: Com volumoso ou Puro Grão. Sendo assim, as recomendações para a área dos animais é diferente:

Utilizando Volumoso:

  • Utilizar um espaço mínimo de 15m² por animal, ou seja, trabalhando com 20 animais é preciso de uma área mínima de 300m²;
  • Quanto ao cocho, é recomendando dentro desse sistema, uma área de cocho de 50 a 70 cm por cabeça. Exemplo: 50 cm x 20 animais = 10 metros de cocho;
  • Essa área deve ter um pequeno sombreamento, estresse por calor vai reduzir o desempenho desses animais;
  • Bebedouro com água limpa, para esse número de animais utilizar um com capacidade para 200 litros. Interessante utilizar boia para não desperdiçar água;
  • Piso deve ter uma inclinação e permitir uma boa drenagem da água, evitando área de lama dentro do curral de engorda;
  • Quando trabalhamos na época da seca, que é o principal caso aqui, não há necessidade do cocho coberto;
  • Não recomendo o cocho de concreto por causa dos alto custo que isso iria jogar no sistema. A utilização de cochos de tambor partido ao meio é o mais recomendado e com custo baixo.

Utilizando Puro Grão:

  • A área recomendada para essa dieta é de 1m² por arroba. Exemplo: Animal com 10@ será necessário 10m².
  • Quando falamos de espaçamento linear de cocho, esse sistema requer um menor tamanho, sendo utilizado 30 cm por cabeça. Exemplo: 30 cm x 20 animais = 6 metros de cocho.
  • Essa área deve ter um pequeno sombreamento, estresse por calor vai reduzir o desempenho desses animais;
  • Bebedouro com água limpa, para esse número de animais utilizar um com capacidade para 200 litros. Interessante utilizar boia para não desperdiçar água;
  • Piso deve ter uma inclinação e permitir uma boa drenagem da água, evitando área de lama dentro do curral de engorda;
  • Quando trabalhamos na época da seca, que é o principal caso aqui, não há necessidade do cocho coberto;
  • Não recomendo o cocho de concreto por causa dos alto custo que isso iria jogar no sistema. A utilização de cochos de tambor partido ao meio é o mais recomendado e com custo baixo.

Confinar é uma arte, que exige determinação e o mínimo de planejamento.

Foto: Arquivo pessoal do autor.

Manejo no confinamento

O manejo adotado nos dois sistemas de confinamento, com ou sem volumoso, é o mesmo. É recomendando:

  • Vacinações e vermifugações;
  • Adaptação dos animais a dieta;
  • Fornecer a dieta o maior número de vezes possível durante o dia. Exemplo: O animal irá comer 10 kg de ração, essa pode ser dividade em 5 tratos por dia.
  • Utilizar alimentos de qualidade para esses animais, permitindo que eles tenham máximo desempenho;
  • Bebedouros sempre limpos, permitindo acesso a água de qualidade;

“Sou pecuarista de leite, posso confinar?”

Para quem é pecuarista de leite, mas quer aumentar a renda da atividade, foi lançado um programa em 2015, chamado “Salve o bezerro macho leiteiro”. Esse sistema permite que os animais sejam mantidos em dietas de puro grão, alcançando 15 arrobas antes de 1 ano de idade. Confira na matéria abaixo:

Dieta para o confinamento

As dietas que serão utilizadas no confinamento, não devem seguir uma dieta padrão. Cada realidade deve ser levada em conta, de forma que permita aos animais atingir seu máximo desempenho.

Entenda mais sobre o assunto na matéria:

Em resumo, o confinamento é um sistema que tem que ser utilizado de forma estratégica, de forma que venha para acrescentar no lucro da propriedade como um todo. Independente do número de animais utilizados, ele é lucrativo sim, desde que seja feito de forma planejada e eficiente.

Leia mais sobre confinamento:

Todo o conteúdo áudio visual do CompreRural está protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral, sua reprodução é permitida desde que citado a fonte e com aviso prévio através do e-mail jornalismo@comprerural.com