Programa da ABCZ vendeu quase 6 mil touros em 2020

PARTILHAR
touro comercializado na pro genetica abcz
Foto: Divulgação / ABC

Associação Brasileira dos Criadores de Zebu comemora bons resultados do Pró-Genética; programa visa melhoria da qualidade do rebanho brasileiro

A Associação Brasileira dos Criadores de Zebu (ABCZ) divulgou na última semana o balanço anual do Pró-Genética (Programa de Melhoria da Qualidade Genética do Rebanho Bovino de Minas Gerais). O relatório mostra o desempenho surpreendente do programa: com a ajuda das feiras virtuais foram comercializados 5.910 touros em 98 Feiras de Touros Melhoradores, leilões e eventos chancelados.

“É um resultado fantástico e mostra que, conseguimos nos reinventar em meio à pandemia da Covid-19 para continuar entregando o que sempre defendemos: a melhoria genética do rebanho bovino brasileiro”, pontua Rivaldo Machado Borges Júnior, presidente da ABCZ.

O diretor do Pró-Genética, Jorge Antônio Pires de Miranda, também comemora os bons números e destaca a importância de adquirir animais comprovadamente melhoradores.

Finalizamos o ano com um crescimento importante no programa e aumentamos a produção de carne e leite nas pequenas propriedades do Brasil. Os animais comercializados nos eventos chancelados pelo Pró-Genética são geneticamente superiores e possuem Registro Genealógico Definitivo (RGD) inspecionado pela ABCZ. As garantias que o produtor rural precisa, de que realmente está comprando um animal melhorador, só são possíveis por meio do RGD e é ele que comprova que o animal segue um padrão racial e tem a sua genealogia reconhecida”, complementa.

E o calendário das Feiras do Pró-Genética para o ano de 2021 já foi aberto e em breve será divulgado no site e nos canais digitais da ABCZ.

Todo o conteúdo áudio visual do CompreRural está protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral, sua reprodução é permitida desde que citado a fonte e com aviso prévio através do e-mail jornalismo@comprerural.com

PARTILHAR
Portal de conteúdo rural, nosso papel sempre será transmitir informação de credibilidade ao produtor rural.