Crédito rural premiará pequenos e médios produtores

Crédito rural premiará pequenos e médios produtores

PARTILHAR
Foto: Divulgação

Presidente da Confederação da Agricultura de Pecuária do Brasil diz que parceria com Banco do Brasil vai impulsionar concessão de crédito no País.

Brasília/DF (04/03/2020) – “O programa de crédito rural orientado que estamos assinando hoje com o Banco do Brasil impulsionará a concessão de crédito no País, sobretudo para os pequenos e médios produtores”, afirmou o presidente da Confederação da Agricultura de Pecuária do Brasil (CNA), João Martins, na quarta (4), em Brasília, durante evento que formalizou uma parceria inédita entre as entidades.

Além de Martins, o diretor-geral do Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar), Daniel Carrara, e o presidente do BB, Rubem Novaes, assinaram termo de cooperação que facilitará o acesso do produtor rural às linhas de financiamentos de custeio e investimento do Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf).

No discurso, o presidente da CNA trouxe dados do Censo Agropecuário 2017 que mostram a baixa procura dos produtores por crédito rural no Brasil, apenas 15,46% utilizaram como opção de investimento ou custeio. Isso acontece, disse João Martins, por desinformação e falta de assistência técnica confiável na hora de contratar o financiamento.

“O tripé do desenvolvimento econômico das pequenas e médias propriedades rurais passa por garantir uma assistência técnica de qualidade para o produtor, por simplificar o acesso ao crédito rural e por modernizar as relações de compra de insumos e venda da produção. Por sinal, esta será a próxima grande ação da CNA e Federações. Nos próximos meses, apresentaremos aos produtores rurais uma nova ferramenta para facilitar o acesso a canais de comercialização diferenciados.”

O presidente do BB, Rubem Novaes, ressaltou a importância da parceria com o Sistema CNA/Senar e afirmou que o banco responde por mais de 60% do crédito agrícola, principalmente o que é destinado ao pequeno produtor rural.

De acordo com os termos da parceria, os técnicos de campo que já atendem os produtores com a metodologia de Assistência Técnica e Gerencial do Senar nas mais diversas regiões do país também irão orientá-los na elaboração do projeto para acesso aos recursos do Pronaf.

“Nosso grupo de técnicos possui um conteúdo de gestão muito amplo para tomar essa decisão junto com o produtor rural. Ou seja, não se faz investimento em tecnologia se não tiver previsão de que essa tecnologia vai aumentar a renda do produtor”, afirmou Daniel Carrara, diretor-geral do Senar.

A parceria prevê ainda que técnicos das Federações de Agricultura Estaduais e Sindicatos Rurais façam uma análise prévia da documentação necessária para a contratação do crédito. “Caberá agora aos nossos técnicos aprender a usar o modelo do Banco do Brasil e dar entrada na documentação que será facilitada com o produtor já sendo assistido e tendo um diagnóstico prévio do seu negócio”, ressaltou Carrara.

O Banco do Brasil iniciará a capacitação desses profissionais na próxima semana, informou o vice-presidente de Agronegócios e Governo da instituição, João Rabelo.

“Nós vamos treinar primeiro os supervisores da assistência técnica do Senar sobre os documentos necessários, e como é o rito da tomada de crédito, e eles serão multiplicadores fazendo chegar até os técnicos de campo”, afirmou Rabelo.

“Fiquei encantado com o esse modelo de assistência técnica, porque mapeia as características do produtor e vai nos permitir entregar o crédito na hora e no montante mais adequado para ele”, completou o vice-presidente.

O evento contou ainda com a presença de gerentes do Banco do Brasil, presidentes das Federações de Agricultura dos Estados e de Sindicatos Rurais.

Todo o conteúdo áudio visual do CompreRural está protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral, sua reprodução é permitida desde que citado a fonte e com aviso prévio através do e-mail jornalismo@comprerural.com

PARTILHAR
Portal de conteúdo rural, nosso papel sempre será transmitir informação de credibilidade ao produtor rural.