É primo do Nelore? Conheça a raça africana Boran

É primo do Nelore? Conheça a raça africana Boran

PARTILHAR
bezerro da raca boran
Foto: Divulgação

Selecionamos várias fotos de animais da raça africana Boran; muito parecida fisicamente com o nosso Nelore, entenda sua história e características

Durante a semana essa imagem foi compartilhada dezenas de vezes nas redes sociais que são dedicadas ao agronegócio, mas então que raça é essa? – A raça em questão é a Boran, muito popular no leste da África, é criada no Quênia e Etiópia. Seu tamanho é médio. Possui uma grande resistência ao calor, aos parasitas e suportam a escassez de água e a má qualidade da alimentação. São animais dóceis, com boa fertilidade e maduração rápida. Geralmente são brancos ou cinzas, mas também podem ser vermelhos ou tom pastel. Os touros apresentam pontos pretos.

raça africana BORAN
Touros da raça Boran

Há registro de criadores brasileiros que foram até a África ver os animais de perto, considerando uma possibilidade de importá-los para o Brasil. Em 2013 uma comitiva de técnicos e criadores estiveram visitando fazendas na África do Sul, para troca de experiências e conhecer melhor os animais e as características da raça Boran.

bezerros da raca boran
Bezerros da raça Boran
bezerros da raca boran
Foto: Divulgação

Sobre a raça Boran

A raça Boran se desenvolveu na África Oriental, entre o Quênia e sul da Etiópia, mais especificamente o planalto de Borana. Foi nessa área que todas as diferentes raças migraram para seus vários destinos na África. A raça é dominante naquela região, conta com associação de criadores e tem até programa de melhoramento genético. É possível determinar que esta é a única raça na África que possui essa combinação específica de genes.

Estudos genéticos no International Livestock Research Institute (ILRI) mostraram que a composição genética do Boran do Quênia é única. A composição genética da raça é predominantemente zebu, mas há também rastros genéticos de linhagens taurinas, quem são atribuídas a cruzamentos com as raças Sahiwal ou Brahman.

Mas engana-se quem pensa que o Boran é uma raça sintética ou composta, com tem sido feito com várias raças nas últimas décadas. A raça é pura há séculos, tem pelo menos 1300 anos e teve a infusão de ‘novos’ genes em 700 dC. A importância disso para o criador comercial é que o Boran terá um vigor híbrido muito mais forte do que as raças compostas modernas. Os criadores da raça estão fazendo melhoramento genético, mas sempre preservando suas características nativas.

Foto: @olpejetabeef

Morfologia da raça Boran

O Boran é de tamanho médio, com cabeça pequena, orelhas pequenas, barbela bem avantajada, couro solto e um belo cupim. Eles podem ter chifres ou ser mochos, sua altura varia entre 114 a 147 cm de altura, os machos em fase adulta podem pesar aproximadamente entre 500 a 850 kg. As vacas pesam entre 380 kg e 450 kg. Seu couro é extremamente solto, espessa e flexível para proporcionar maior repelência de insetos, além de ser pigmentada escura com pêlos finos e curtos para tolerância ao calor. A cor do pêlo pode ser uma variedade de cores, exceto preto tigrado ou sólido.

A vaca tem um bom úbere, de anca forte e tetas pequenas, em contraste com algumas raças asiáticas de zebu. As novilhas Boran atingem a puberdade com uma idade média de 13 meses. Ela é uma excelente mãe, não apenas para alimentar o bezerro e gerar alto peso na desmama da prole, mas também se protegerá de predadores, e nunca permitirá que o bezerro se perca nas pastagens. Problemas de parto dificilmente existem. Os bezerros ao nascer pesam em média 28 kg nos machos e 25 kg nas fêmeas.

A raça desenvolveu-se adaptado ao clima adverso africano, alguma dessas características é a capacidade de suportar escassez periódica de água e alimentos, a capacidade de caminhar longas distâncias em busca de água e alimentos e a capacidade de digerir alimentos de baixa qualidade. O instinto de rebanho do Boran em sempre pastar juntos facilita o manejo e a sobrevivência no país das savanas.

Principais características da Raça Boran

  • Vigor híbrido;
  • Habilidade materna;
  • Longevidade / Stayability;
  • Fertilidade;
  • Resistência a doenças
  • Bom temperamento / dócil;
  • Carcaça de qualidade;
  • Eficiência em conversão alimentar
  • Precocidade sexual

A bem-desenvolvida conformação da carne bovina aparece nas avaliações das carcaças. A profundidade da área de olho de lombo, o marmoreio, a cobertura de gordura e a relação entre o traseiro e o dianteiro tornam a raça muito atrativa, daí a preferência dos mercados de carne do Quênia pelo gado Boran bem acabado.

Foto: @olpejetabeef

Projeto sustentável

Um projeto muito bacana que encontramos foi o Ol Pejeta Beef, sua ideia é integrar o gado Boran com os animais selvagens. “Proteína vermelha do gado Boran, alimentada com capim, criada em Laikipia, Quênia. Nosso gado é uma ferramenta para conservação e manejo de pastagens” – são os lemas do projeto.

Foto: @olpejetabeef

Existem muitos tanques de água e vales ao redor de Ol Pejeta, todos cuidadosamente mantidos pelo nosso Departamento de Logística. Esses pontos de água são usados ​​tanto pelo gado quanto pela vida selvagem, que geralmente podem ser encontrados compartilhando um gole no meio do dia.

Gado divide espaço com a vida animal / Foto: Finlay Marrian

Material adaptado e traduzido pela Compre Rural através do thecattlesite.com

Todo o conteúdo áudio visual do CompreRural está protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral, sua reprodução é permitida desde que citado a fonte e com aviso prévio através do e-mail jornalismo@comprerural.com

PARTILHAR
Portal de conteúdo rural, nosso papel sempre será transmitir informação de credibilidade ao produtor rural.