Homem é preso após matar Javali

Homem é preso após matar Javali

PARTILHAR
Foto Ilustrativa!

Motorista é flagrado transportando armas e acaba preso, as guias apresentadas autorizavam origem e destino das armas apenas para competição de tiro.

Que o Javali é um problema para o agronegócio brasileiro, isso não é novidade. Que a caça do animal é autorizada em todo território nacional, também não. Mas que a lei é falha, isso também não é novidade! Impressionante como a lei no Brasil é extremamente falha e acaba prejudicando o cidadão.

O motorista do veículo foi detido na MG-190, município de Romaria, transportando um animal abatido e com pistola, espingarda e fuzil. As guias apresentadas por ele, autorizavam origem e destino das armas, apenas para competição de tiro.

A Polícia Militar Rodoviária fez no início da noite dessa quarta-feira (23), um flagrante relacionado ao transporte irregular de armas e de caça ilegal.

O registro policial diz que o patrulhamento estava sendo realizado no km 58, quando os militares do Grupo Tático Rodoviário, deram ordem de parada a uma caminhonete S10. Durante a busca pessoal no condutor, L.M.O, de 43 anos, foi localizado em sua cintura um pistola calibre .380 Glock.

Na sequência, os policiais passaram a verificar o interior do veículo, e se depararam com uma espingarda calibre .12 e 01 fuzil marca Tikka, calibre 6.5, além de 95 munições de diversos calibres, 9 carregadores e facas. Na carroceria do automóvel, foi encontrado um javali, abatido, que estava sendo transportado dentro de uma caixa térmica com cervejas.

Ainda de acordo com a polícia, o motorista, apresentou todos os certificados que comprovam os registros das armas de fogo e as guias de tráfego para os armamentos. No entanto, o documento autorizava apenas o transporte do armamento para local de competição de tiro e não para caçar.

O motorista foi preso em flagrante, tendo as armas, munições e facas apreendidas e encaminhados para delegacia na cidade de Patrocínio. O veículo foi liberado para um condutor habilitado.

Treinamento de cães para caça

Para auxiliar nas buscas, os cachorros começam a ser treinados aos seis meses de idade. Eles são levados ao campo para se acostumarem com o ambiente de caça. Durante a atividade, é primordial colocar os mais jovens ao lado dos mais experientes. 

O caçador Mário Knichalla Neto diz que é importante acostumar os cães desde cedo com a mata, com os animais silvestres e até com vacas e cavalos. “Além disso, tem a questão da disciplina: quanto mais cedo começar a educar, mais chances você tem de não ter problema”, conta. 

O treinador de cães Joseph Correa Evangelistaeu afirma que costuma andar com os exemplares pela fazenda e por brejos, para que eles se adaptem às condições do ambiente onde acontecem as caçadas.  “Quando ele for caçar realmente, vai estar mais habilidoso, não vai se enroscar, não para, não fica com medo do córrego e da água”.

Os cachorros são alimentados à base de ração, e a quantidade varia de acordo com o peso, correspondendo geralmente a 1% do total – um animal de 50 kg se alimenta com 500 gramas de ração, por exemplo. Knichalla afirma que as cadelas que estão em fase de amamentação recebem um tratamento específico, porque são submetidos a um grande desgaste.

“Usamos uma suplementação vitamínica e uma quantidade maior de ração”, revela.

Os filhotes, por sua vez, ganham suplemento composto de leite, cálcio e um pouco de mel para dar um “gostinho” melhor.  “Nós não desmamamos da mãe, o que aumenta a imunidade e a saúde”, afirma Evangelista. Ele conta que os pequenos recebem vacinas a partir do 28º dia de nascimento, com repetição a cada 14 dias.

Knichalla acrescenta que não é necessário castrar o animal para a caça. Segundo ele, isso não tem influência sobre as habilidades do bicho; ele, particularmente, opta por não fazer a castração.

“Se você tem um excelente cão de caça e ele é castrado, como que você vai tirar um filhote para herdar o trono?”, pergunta.

Compre Rural com informações de PatosJá

Todo o conteúdo áudio visual do CompreRural está protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral, sua reprodução é permitida desde que citado a fonte e com aviso prévio através do e-mail jornalismo@comprerural.com