PARTILHAR

Com os valores da arroba quebrando recordes pelo país, puxado pela demanda chinesa, o bezerro começa bater os R$ 2 mil reais em algumas praças.

Pra entender o preço do bezerro, primeiro precisamos entender porque a arroba do boi gordo está valendo tanto. “Nós estamos enfrentando os menores estoques da gado gordo da história, frigoríficos estão dificuldades para comprar, se a oferta restrita continuar do jeito que está neste momento, a arroba do boi gordo paulista está a caminho do patamar de R$ 220 e isso irá contaminar as demais praças produtoras de boi gordo. Na última terça-feira (19) foi estabelecido um novo patamar recorde de preço, R$ 212, um crescimento de 40% em relação a mesma data em 2018″ – informações são da Rural Business.

Fonte: Rural Business

Evolução do preço da arroba durante os últimos anos. Projeções e boi futuro mostram que arroba pode passar de R$ 225.

Foto: Carta Pecuária

Diante deste céu de brigadeiro para o pecuarista que faz engorda/terminação não podíamos imaginar outro cenário senão um bezerro cada vez mais mais valorizado, podemos até dizer que estamos na era dos bezerros de ouro. Essa valorização é passiva de consolidação, segundo especialistas, e já estava na hora da etapa de cria ser melhor remunerado pela qualidade do produto que vem sendo entregada, tecnologias de IATF por exemplo, fizeram a produção de bezerros dar um salto de qualidade e padronização nunca antes visto.

Abaixo, você verá algumas imagens que poderá deixá-lo feliz ou triste, vai depender muito se você faz cria, recria ou engorda. As imagens são de um leilão de gado comercial em Mato Grosso do Sul, onde bezerros foram comercializados por R$ 2.020,00.

Foto: Divulgação
Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

“Nem o mais otimista esperava essa alta de preços que estamos vendo. Você realiza uma venda hoje e amanhã o preço praticado já é outro, sendo muito difícil entender o que está acontecendo no mercado. Já teve bezerros comercializados a R$10,00 o kilo vivo ou R$300,00 o valor da @, o que significa um ágio de 50% sobre a @ do boi gordo. Em anos de reposição firme é comum observarmos esse ágio de 50% e isso favorece o criador que está vendendo bezerros e aproveitando para diluir os prejuízos dos anos anteriores onde a atividade de cria foi penalizada. Já para o invernista a situação fica um pouco mais delicada” analisou o pecuarista Giulian Rios, da Marca Peixe.

“Vale a pena ressaltar que a demanda chinesa é em parte responsável por esse aquecimento dos preços no mercado interno, e se essa demanda seguir firme existe a possibilidade dos preços aumentarem. Em alguns casos o frigorífico foi até o pecuarista perguntando quanto ele queria receber pelo boi gordo. Uma situação realmente inusitada no mercado pecuário” – complementou Giulian.

Média de preço no Mato Grosso do Sul

Sabemos que valores extrapolados (bezerro por R$ 2 mil) não são a média, mas duvidar que podemos chegar a estes valores se a arroba bater R$ 250 não é impossível.

Fonte: Correa da Costa

Três principais fatores estimulam os aumentos de preços no mercado de reposição. O primeiro deles é a volta das chuvas, o que favorece a formação das pastagens nas principais regiões pecuárias. Um outro motivo é a forte escalada de preços do boi gordo, situação que eleva o poder de compra dos recriadores/invernistas. A dificuldade de aquisição de grandes lotes, devido à baixa oferta de animais desmamados, também contribui para o movimento de alta nas cotações.

Todo o conteúdo áudio visual do CompreRural está protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral, sua reprodução é permitida desde que citado a fonte e com aviso prévio através do e-mail jornalismo@comprerural.com

PARTILHAR
Fundador e editor do Compre Rural, pós graduado em Consultoria Web, especialista SEO e aspirante a produtor rural.