Produtor pagou caro nos insumos? Saiba como otimizar o prejuízo

PARTILHAR
Foto: Divulgação

Produtor rural que adquiriu insumos muito acima do preço médio de mercado no início do ano, saiba o que pode ser feito para otimizar seu prejuízo

Muito foi falado no início do ano sobre as dificuldades na produção da atual safra, pois vários foram os fatores que poderiam atingir o produtor, alguns deles ainda trazidos do ano de 2021, como por exemplo a própria pandemia, alta do dólar, aumento no preço dos combustíveis além dos efeitos climáticos.

Porém, o que mais chamou atenção nesse cenário foi a possibilidade da falta de insumos e fertilizantes agrícolas diante a guerra estabelecida na Ucrânia, uma vez que a invasora Rússia é um dos principais fornecedores mundiais de matérias-primas para as indústrias de adubo.

Com todo esse contexto, sem nenhum tipo de previsão palpável em suas mãos grande maioria dos produtores rurais começaram a buscar de forma mais ágil meios para garantir sua produção no que tange a aquisição desses insumos, o que levou a realizarem negócios com valores muito acima da prática do mercado, ensejando consequentemente um alto custo na produção e uma baixa expectativa de lucro.

Além disso, uma parte das empresas parceiras que negociam esses insumos com o produtor utilizou dessa condição de incerteza para pressionar os produtores a fecharem negócio de maneira mais antecipada que o normal e, como a demanda estava alta e a oferta até então baixa, houve a disparada nos preços o que encareceu significativamente a produção daqueles que fizeram aquisição nesse período.

Acontece que após toda a incerteza plantada por essas ocasiões o que se viu foi uma estabilização dos preços em relação ao que estava sendo praticado no mercado no início do ano, com uma linha descendente no preço que favorece o produtor a deixar o custo de sua produção um pouco mais abaixo.

Foto: Divulgação

Adquiri os insumos no preço muito acima da média de mercado, o que posso fazer?

As consequências ao concluir o negócio da aquisição dos insumos em um valor muito mais alto do que era praticado é o prejuízo financeiro com a diminuição do lucro no final da safra, e estamos falando de prejuízos que que podem ultrapassar a casa dos milhões de reais que seria contabilizado ao finalizar produção.

Sabemos que a realidade do produtor não é fácil e a cada ciclo de safra se torna ainda mais difícil produzir com um custo justo e ter uma perspectiva de receita favorável, isso porque não estamos colocando à tona o fator climático que assombra quem produz na ponta da caneta, para tanto existe algumas medidas que possam ser tomadas com o objetivo de tentar reduzir ao máximo esse possível prejuízo que está a cair no colo do produtor.

A primeira delas é tentativa de renegociação dos preços de forma extrajudicial com a empresa fornecedora dos insumos, sendo ofertado o preço atual de mercado para conclusão do negócio ou a estipulação de uma média de preço que seja menor daquele praticado no início do ano.

Caso haja a renegociação é importante a formalização do que foi estipulado para assegurar ao produtor o pagamento da forma reajustada. Porém, caso a empresa fornecedora bata o pé e seja irredutível em relação a renegociação deve-se analisar a multa que foi estabelecida no contrato, que por vezes é mais vantajoso arcar com a multa do não adimplemento contratual do que arcar com o custo elevado que foi ali estabelecido.

Outra possibilidade que o produtor pode encarar como alternativa de economizar com o custo é simplesmente deixar que a empresa ingresse com uma ação judicial de cobrança, nesse cenário será oportunizado na defesa do produtor apresentar todos os questionamentos e apontamentos que fizeram com o que o negócio não se concretizasse além da possibilidade de renegociação dentro da própria ação.

Logo com o auxílio de um profissional adequado o produtor pode enxergar meios cabíveis e legais de reduzir um pouco o custo de sua operação pagando pelo preço justo daquilo que lhe foi cobrado de maneira vultuosa no início do ano e como consequência possibilitar ter uma margem de lucro um pouco maior tendo em vista que ainda lhe recai diversos outros custos encarecidos ano pós ano.

🚀 Quer ficar por dentro do agronegócio brasileiro e receber as principais notícias do setor em primeira mão? ✅ 👉🏽 Para isso é só entrar em nosso grupo do WhatsApp (clique aqui) ou Telegram (clique aqui). 🚜🌱

Todo o conteúdo áudio visual do CompreRural está protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral, sua reprodução é permitida desde que citado a fonte e com aviso prévio através do e-mail jornalismo@comprerural.com

PARTILHAR
Portal de conteúdo rural, nosso papel sempre será transmitir informação de credibilidade ao produtor rural.