CLASSIFICADOS
Página Inicial » Notícias » Seca aperta e nada de chuva, temperatura no centro-norte passa de 40° graus, situação é preocupante
Curso de gestão de pastagens, planejamento e manejo da teoria à prática, aprenda o método PDCA
temperatura brasil

Seca aperta e nada de chuva, temperatura no centro-norte passa de 40° graus, situação é preocupante

Segundo Inmet, próximos dias também devem continuar quentes e secos.

Uma massa de ar quente e seco sobre grande parte do centro do Brasil contribui para elevar as temperaturas índices extremos e baixar a umidade relativa do ar. Durante esta semana, a rede de observações do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), vinculado ao Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, registrou temperaturas superiores aos 40º C em várias localidades do Centro-Oeste, interior do Nordeste e nos estados do Tocantins e Minas Gerais.

No dia 13, a estação meteorológica de Caxias (MA) teve a tarde mais quente do ano até então: 42 °C. Este índice supera ainda o antigo recorde para o mês de setembro desde 1961, quando a temperatura chegou a 41,9°C no dia 25/9/2011.Em Palmas (TO), tanto as temperaturas máximas quanto as mínimas estão elevadas. Desde o início do mês de setembro, as máximas ficaram acima dos 40 °C, exceto no dia 9, quando foi registrado 36,5°C.

Na capital federal, a situação não é muito diferente. Há 15 dias, as temperaturas no período da tarde ficaram acima dos 30°C, exceto no dia 3, que foi de 29,9°C. Em Brasília, foi registrada a maior temperatura do ano, até então: 34,2°C no dia 14/9. Esse índice corresponde ao segundo maior da série histórica para o mês de setembro desde 1961 e fica atrás apenas dos 35,8°C em 25/9/2015.

Além das altas temperaturas, a baixa umidade relativa do ar também é destaque. Os índices ficaram abaixo dos 30% em uma porção significativa do país.

A previsão do tempo para os próximos dias (até 19/9/2016) não indica mudanças no cenário, ou seja, os dias continuarão quentes e secos nas regiões Centro-Oeste, interior da Região Nordeste e nos estados do Tocantins e Minas Gerais.

Fonte MAPA

Deixar um comentário

O seu e-mail não será publicadoEstes campos são obrigatórios *

*

x

Checar também

Se for levado em conta o cenário do ano passado, somente 41% das propriedades rurais leiteiras do país produzirão a bebida dentro dos padrões legais determinados pelo Ministério da Agricultura, conforme aponta um estudo da Clínica do Leite/Esalq-USP. Foto: Divulgação

Preço do leite ao produtor recuou 11,7% em novembro

O preço médio do leite recebido pelo produtor recuou 11,7% em novembro, na comparação com ...

bezerrada curiosa

A hora certa de usar os vermífugos no gado

O sucesso da produção na pecuária bovina depende, entre outras coisas, de um bom manejo ...