Empresa dobra faturamento com insumos naturais em 2020

Empresa dobra faturamento com insumos naturais em 2020

PARTILHAR
plantacao de milho
Foto: Divulgação

Insumos naturais ajudam Korin Agricultura a dobrar faturamento; negócio de bioinsumos movimenta perto de R$ 1 bilhão no Brasil por ano e dobra de tamanho a cada 5 anos

O crescimento do mercado brasileiro de bioinsumos está impactando diretamente o resultado da Korin Agricultura e Meio Ambiente, precursora da Agricultura Natural e líder no segmento no Brasil. “Devemos fechar 2020 com faturamento 103% superior ao de 2019. Além disso, já trabalhamos com aumento de 71% na receita em 2021”, informa o CEO Luiz Carlos Demattê Filho.

O negócio de bioinsumos movimenta perto de R$ 1 bilhão no Brasil por ano e dobra de tamanho a cada cinco anos. Estima-se que cerca de 10 milhões de hectares de produtos agrícolas são tratados com insumos naturais.

“O mercado de bioinsumos cresce devido à crescente busca por soluções em um cenário de valorização de modelos sustentáveis de agricultura e de alimentos naturais e orgânicos. Esse é um processo global que avança com muita força no Brasil. Cada vez mais as pessoas buscam alimentos que resultam de processo de produção sem componentes químicos e com respeito ao meio ambiente. Além disso, o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento lançou, em maio, o Programa Nacional de Bioinsumos, com normas e medidas de apoio ao segmento. A ministra Tereza Cristina também anunciou a liberação de créditos do Plano Safra para a produção natural. Todos esses fatores ajudam a fomentar a atividade”, destaca Demattê.

O crescimento da Korin Agricultura é respaldado pelo aumento da equipe – o número de colaboradores, especialmente de campo, aumentou 27% em 2020 – e do portfólio, com lançamentos de linha exclusiva para animais (aves, suínos, bovinos de leite e bovinos de corte) e Hibana (ativador para potencializar os efeitos benéficos dos bioinsumos da Korin).

“A Korin trouxe para o Brasil o conceito da Agricultura Natural. Nosso compromisso é fortalecer a produção de alimentos sem o uso de insumos químicos, com soluções sustentáveis, que respeitam o meio ambiente e as pessoas. Para isso, constantemente investimos em novos produtos e fortalecemos nossa equipe para chegar aos agricultores e criadores interessados em soluções naturais e sustentáveis”, ressalta Mariana Nagata, Gerente de Marketing e Novos Negócios.

Potencial do mercado brasileiro – “Temos a possibilidade de criar um fantástico ecossistema de inovação no país. Somos um país mega bio diverso. Portanto, não é difícil imaginar o potencial que temos de influenciar a agricultura de todo o mundo, dirigindo-a para um modelo ambiental, social e economicamente responsável”, resume o CEO da Korin Agricultura e Meio Ambiente.

A Korin Agricultura e Meio Ambiente é pioneira no desenvolvimento e fornecimento de bioinsumos no Brasil. A empresa baseia-se nos princípios e conceitos da Agricultura Natural, sistema desenvolvido pelo pensador japonês Mokiti Okada, observador atento dos fenômenos da natureza que, ainda no século XIX, manifestou preocupação com o método agrícola convencional devido ao emprego excessivo de adubos e agroquímicos e a perda de vigor do solo, afetando a saúde das pessoas.

Estes ensinamentos foram disseminados no Brasil pela Fundação Mokiti Okada e o seu Centro de Pesquisas Mokiti Okada (CPMO), segundo os quais “o excesso de insumos químicos altera as funções naturais do solo, resultando em desequilíbrios que alteram a diversidade de macro e micro-organismos indispensáveis ao saudável desenvolvimento das plantas”. Os trabalhos do CPMO e da Korin Agricultura e Meio Ambiente demonstram que a utilização correta dos recursos da natureza possibilita a obtenção de alimentos com energia vital que beneficiam a saúde humana.

Todo o conteúdo áudio visual do CompreRural está protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral, sua reprodução é permitida desde que citado a fonte e com aviso prévio através do e-mail jornalismo@comprerural.com

PARTILHAR
Portal de conteúdo rural, nosso papel sempre será transmitir informação de credibilidade ao produtor rural.