Javali: Homem desaparece durante caça e “amigo” é preso

Javali: Homem desaparece durante caça e “amigo” é preso

PARTILHAR
Homem desapareceu ao entrar na mata fechada para caçar javali em Santana do Livramento — Foto: Marcelo Pinto/A Plateia

Mistério ronda o desaparecimento de um homem durante uma caça de javali; Amigo foi preso com arma irregular e munições usadas. Confira!

O Corpo de Bombeiros retomou esta manhã as buscas por homem identificado como Ramão de Lima, que desapareceu no sábado, às margens do Rio Anhanduí, entre Sidrolândia e Campo Grande. No boletim de ocorrência, o amigo dele disse que os dois estavam caçando javalis quando percebeu o sumiço.

Ontem, a equipe do GOI (Grupo de Operações e Investigações) foi averiguar caso de desaparecimento às margens do córrego Anhanduí pois as informações prestadas pela testemunha no boletim de ocorrência registrado no sábado (18) estavam divergentes.

Segundo o site Noticidades, o desaparecimento ocorreu por volta das 13h30 de sábado, mas devido à falta de sinal de telefonia, os bombeiros só foram acionados por volta das 17h. As buscas chegara a começar, mas, com pouca luz, foram retomadas no domingo de manhã.

A equpe do GOI resolveu ir ao local por ter encontrado divergências no depoimento prestado pela testemunha. No fim da tarde de ontem, por volta das 18h30, os policiais chegaram ao local e encontraram equipe do Corpo de Bombeiros que finalizava o trabalho de buscas, com mergulhadores e cães farejadores.

Os bombeiros mostraram o trecho onde Ramão de Lima teria desaparecido, conforme indicado pela testemunha, Paulo Sérgio Rittes de Oliveira, 51 anos.

Homem desapareceu no sábado e equipe do Corpo de Bombeiros faz buscas na região; amigo foi flagrado por posse irregular de arma.

Paulo disse que os dois caçavam javali pela área quando os cachorros correram atrás de um porco. Neste momento, Paulo e Ramão fizeram caminhos diferentes. Paulo disse que viu os animais do outro lado dó rio e resolveu atravessar a nado, acreditando que Ramão estava atrás.

Porém, ao chegar do outro lado, viu que estava sozinho. Retornou, a nado, e não o encontrou. Ele retornou para a chácara onde os dois haviam deixado carro estacionado, ligou para Corpo de Bombeiros e familiares de Ramão.

Os policiais apreenderam uma espingarda calibre 24 com 5 munições, arma que estava guardada em lote de assentamento rural. Na Polícia Civil, foi registrado boletim por posse irregular de arma de fogo de uso permitido.

Fonte: CAMPO GRANDE NEWS

Todo o conteúdo áudio visual do CompreRural está protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral, sua reprodução é permitida desde que citado a fonte e com aviso prévio através do e-mail jornalismo@comprerural.com